Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/640
Título: As tecnologias de reprodução assistida e as representações sociais de filho biológico
Título(s) alternativo(s): The reproductive technologies and the social representations of biological children
Autor(es): Borlot, Ana Maria Monteiro
Trindade, Zeidi Araújo
Palavras-chave: Tecnologia da reprodução humana
Representações sociais
Filho biológico
Human reproductive technology
Social representations
Biological child
Data do documento: Jan-2004
Citação: BORLOT, Ana Maria Monteiro; TRINDADE, Zeidi Araújo. As tecnologias de reprodução assistida e as representações sociais de filho biológico. Estud. psicol. (Natal), Natal, v. 9, n. 1, p. 63-70, jan./abr. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/epsic/v9n1/22382.pdf>. Acesso em: 24 mar. 2011.
Resumo: Foram investigadas as representações sociais de filho biológico em casais que se submeteram às tecnologias reprodutivas. Nossos objetivos foram analisar a trajetória de vida do casal a partir do momento em que foi constatada a infertilidade e identificar as representações sociais de filho biológico. Cinco casais da Grande Vitória, ES foram entrevistados e nenhum deles havia obtido êxito com relação à gravidez após o tratamento. As entrevistas semi-estruturadas foram realizadas individualmente. O roteiro seguiu o mesmo padrão para ambos os cônjuges, incluindo itens sobre a constatação da infertilidade, o tratamento realizado, o significado da maternidade, paternidade, casamento e filho biológico. A análise dos resultados apontou para um fortalecimento do vínculo no casamento após o diagnóstico de infertilidade e evidenciou a importância que os casais atribuem ao filho biológico. Os elementos de representações sociais que apareceram fortemente foram: "sangue do meu sangue", descendência, semelhança física e pressão social.
ABSTRACT Social representations of biological child in couples who underwent reproductive treatment were studied. Our objectives were to analyze the life trajectory of the couple from the moment infertility was diagnosed and identify the social representations of biological children. Five couples of Great Vitória (Espírito Santo State, Brazil) were interviewed and none of them had success with respect to pregnancy. We used semi-structured interviews, individually taken. The script followed the same pattern for both the man and the woman, including items about the acceptance of the infertility diagnosis, the kind of treatment, the meaning of motherhood, fatherhood, marriage and biological child. The analysis of the results pointed to a strengthening of the bond in the marriage after the acceptance of the infertility diagnosis and highlighted the importance that couples attribute to the biological child. The elements of social representation which appear prominently were: "sangue do meu sangue" (expression equivalent to "my own flesh and blood"), progeny, physical resemblance, social pressure.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/640
ISSN: 1413-294X
Aparece nas coleções:DPSO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
22382.pdf47.06 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons