Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6518
Título: O significado da violência para jovens de classe média autores de ato infracional
Autor(es): Oliveira, Maristhela Bergamim de
Orientador: Rosa, Edinete Maria
Palavras-chave: Juventude
Violência
Classe média
Transformações societárias
Alteridade
Youth
Violence
Middle-class
Social changes
Otherness
Data do documento: 16-Mai-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, Maristhela Bergamim de. O significado da violência para jovens de classe média autores de ato infracional. 2008. 194 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Política Social) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2008.
Resumo: O notório crescimento da violência praticada por jovens de classe média, exposto pelos meios de comunicação, contradiz-se com a exigüidade de estudos acadêmicos voltados a esse segmento. As análises centram-se preponderantemente nos territórios da pobreza. Este trabalho realiza uma análise da violência através do significado que jovens de classe média, autores de ato infracional, imprimem ao fenômeno. A ampliação do entendimento da violência remete-se à análise de suas verdadeiras raízes, ancoradas na sociedade capitalista e nas transformações politicoeconômicas e socioculturais decorrentes da globalização que gestam uma nova forma de sociabilidade pautada no individualismo e no esvaziamento da alteridade. Através de uma abordagem qualitativa que utiliza como técnica de análise dos dados a análise de conteúdo de entrevistas semi-estruturadas, a pesquisa empírica foi realizada com sete jovens de classe média, entre 16 e 21 anos, que cumpriram medidas socioeducativas em meio aberto (Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade) junto à Vara de Infância e Juventude de Vitória ES. A análise dos conteúdos colhidos foi realizada no interior de quatro eixos temáticos: juventude; família; estudo, trabalho, projeto para o futuro e violência, sendo que, na complementaridade entre os temas, buscouse extrair as mediações presentes iluminadoras do significado da violência. Ao estudarmos a violência, enquanto expressão objetiva e subjetiva, não só protagonizada por jovens das classes populares, mas também por jovens de classes sociais favorecidas, percebemos características de sua condição juvenil que os unifica e os expõe aos conflitos históricos surgidos na sociedade contemporânea. De outra parte, o estudo demonstra que a condição de classe do jovem repercute enfática e distintamente no desenho de seu lugar social. Diante do encolhimento do público, a privatização das soluções pela família, no interior de recursos e capacidades díspares, definirá e consolidará sua trajetória
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6518
Aparece nas coleções:PPGPS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de Diego Lopes Correa.pdf3.22 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.