Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6576
Título: Avaliação de modelos de taper não segmentados e segmentados na estimação da altura e volume comercial de fustes de Eucalyptus sp
Título(s) alternativo(s): Evaluation of taper models no segmented and segmented in the esteem of the height and merchanteble volume of bole of Eucalyptus sp.
Autor(es): Souza, Carlos Alberto Martinelli de
Orientador: Silva, Gilson Fernandes da
Palavras-chave: inventário florestal
eucalipto
multiprodutos
forest inventory
eucalipto
multiproducts
Data do documento: 15-Mar-2007
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, Carlos Alberto Martinelli de. Evaluation of taper models no segmented and segmented in the esteem of the height and merchanteble volume of bole of Eucalyptus sp.. 2007. 108 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnica; Recursos Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2007.
Resumo: Este trabalho foi realizado com os objetivos de verificar a acurácia das estimativas das equações geradas a partir dos modelos segmentados e não segmentados para estimar altura comercial, volume comercial e volumes parciais ao longo do fuste de Eucalyptus sp. Para isso foram cubadas rigorosamente 41 árvores de um talhão com área de 4,31 ha de um plantio homogêneo com idade de 16 anos, proveniente de propagação seminífera. O espaçamento inicial de plantio foi 3 x 3 m, sendo realizado dois desbastes seletivos aos 8,6 anos de idade. Para o conjunto total de dados foram ajustados seis modelos não segmentados e três modelos segmentados. Os modelos não segmentados testados foram os de Demaerschalk (1972), Ormerod (1973), Schoepfer (1966), Hradetzky (1976), Garay (1979) e Biging (1984). Os modelos segmentados testados foram os de Max & Bukhart (1976), Demaerschalk & Kozak (1977) e Parresol et al. (1987). A acurácia dos modelos foi avaliada através da análise gráfica dos resíduos, do coeficiente de determinação, do erro padrão da estimativa, do bias (B), da média das diferenças (MD) e do desviopadrão das diferenças (DPD). Com base nas estatísticas foi elaborado um ranking objetivando definir o modelo que propiciasse estimativas mais exatas das variáveis analisadas. Considerando a variável altura comercial, as equações referentes aos modelos não segmentados de Biging e Schoepfer são aqueles que apresentam maior acurácia, seguidas das equações referentes aos modelos de Hradetzky e vii Garay. Em relação ao volume comercial, os resultados são semelhantes aos encontrados para a altura comercial, com uma pequena diferença, isto é, a equação referente ao modelo não segmentado de Garay fornece estimativas mais acuradas que para a altura comercial, e os modelos de Demaerschalk e Ormerod apresentam tendência a superestimar o volume das árvores com DAP < 45 cm. Em se tratando dos volumes das toras, a equação obtida a partir do modelo de Biging apresenta melhores resultados ao longo do fuste. Dentre os modelos segmentados, a equação referente ao modelo de Max & Bukhart fornece estimativas mais acuradas em relação às equações dos outros modelos para todas variáveis avaliadas. A equação referente ao modelo de Parresol et al. apresenta estimativas tendenciosas para altura comercial e o volume comercial, e em relação ao volume das toras tem melhor resultado entre 25% e 35% da altura total
This work was carried out with the objectives of verifying the accuracy of models segmented and no segmented to esteem commercial height, commercial volume and volumes along the bole of Eucalyptus sp. The base of data used was composed by 41 trees rigorously cubed of a stand with area of 4,31 of a homogeneous planting with 16 year-old age, originated from seed propagation. The initial spacing used in the planting was of 3 x 3 m, being made two selection thinning to the 8,6 years of age. Six models no segmented and three models segmented were adjusted for the total data set. The models no segmented tested were the one of Demaerschalk (1972), Ormerod (1973), Schoepfer (1966), Hradetzky (1976), Garay (1979) and Biging (1984). The models segmented tested were the one of Max & Bukhart (1976), Demaerschalk & Kozak (1977) and Parresol et al. (1987). The accuracy of the models was evaluated through the graphical analysis of the residues, the determination coefficient, the standard error estimate, the bias (B), the average of the differences (MD) and standard deviation of the differences (DPD). Based on statistics a "ranking" was elaborated to detect the model that propitiated perfected estimates of the analyzed variables. Among the models no segmented in the estimate of the commercial height, the models of Biging and Schoepfer present the best results being considered very good, being followed by the models of Hradetzky and Garay that also have good results. In terms of commercial volume the results are ix similar to the of the commercial height, with a small difference, the model of Garay present considerable improvement, but the four mentioned models have very good results, and the models of Demaerschalk and Ormerod present tendency to overestimate for trees with smaller DAP < 45 cm. Treating of the volumes of the logs the model of Biging has larger stability in general. Among the segmented models, the Max & Bukhart model is superior to the other in all varied appraised followed for the model of Demaerschalk & Kozak. The model of Parresol et al. has very tendentious results except the estimate of volumes of logs between 25% and 35% and 35% and 45% of the total height.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6576
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Carlos Alberto Dissertacao.pdf921.4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.