Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/665
Título: A economia clássica contra os fatos ou Sismondi entre os ricardianos
Título(s) alternativo(s): The classical economics against the facts or Sismondi among the ricardians
Autor(es): Arthmar, Rogério
Palavras-chave: Sismondi, J.-C.-L. Simonde de (Jean-Charles-Leónard Simonde), 1773-1842
McCulloch, J. R. (John Ramsay), 1789-1864
Torrens, R. (Robert), 1780-1864
Superprodução
Concorrência
Maquinaria
Overproduction
Competition
Machinery
Data do documento: Ago-2009
Citação: ARTHMAR, Rogério. A economia clássica contra os fatos ou Sismondi entre os ricardianos. Econ. soc., Campinas, v. 18, n. 2, p. 261-285, ago. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ecos/v18n2/a02v18n2.pdf>. Acesso em: 30 mar. 2011.
Resumo: O artigo trata do debate ocorrido entre Sismondi e os economistas ricardianos, na primeira metade do século dezenove, a respeito do equilíbrio dos mercados, do papel da competição e dos efeitos da maquinaria nas sociedades industriais. A seção inicial reconstitui os principais termos do discurso crítico de Sismondi direcionado à ortodoxia clássica. A seguir, detalham-se as respostas elaboradas por McCulloch e Torrens em defesa da livre concorrência, do caráter ilimitado da demanda e do avanço da mecanização na atividade produtiva. A terceira seção considera a argumentação posterior de Sismondi na qual ele reitera sua teoria das crises de superprodução a partir de uma abordagem histórica do capitalismo. Ao final, procede-se a uma breve avaliação da herança ricardiana à economia política em vista da controvérsia examinada.
ABSTRACT This paper deals with the debate which opposed Sismondi and the Ricardian economists, in the first half of the nineteenth century, on the equilibrium of markets, the role of competition and the effects of machinery in industrial societies. At the initial section, the main content of Sismondi's critical rhetoric toward the classical orthodoxy is reconstituted. After that, the replies of McCulloch and Colonel Torrens are detailed, specially their defense of free competition and the unlimited character of demand, as well as of the inroads of machinery in the productive process. The third part considers Sismondi's rejoinder when he reinforces his theory of a general glut from a historical perspective of capitalism. In the end, and having in sight this particular controversy, a brief assessment of Ricardo's legacy to political economy is made.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/665
ISSN: 0104-0618
Aparece nas coleções:ECO - Artigos publicados em periódicos
PPGECO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
a02v18n2.pdf217.9 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons