Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6665
Título: Vozes do silêncio: juízos morais de jovens e adultos surdos sobre situações de humilhação
Título(s) alternativo(s): Voices of silence: moral judgment of deaf adolescents and adults on humiliation situations
Autor(es): Andrade, Alline Nunes
Orientador: Alencar, Heloisa Moulin de
Palavras-chave: juízo moral, humilhação
surdez
língua de sinais
moral judgment
humiliation
deafness
sign language
Data do documento: 30-Ago-2006
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ANDRADE, Alline Nunes. Voices of silence: moral judgment of deaf adolescents and adults on humiliation situations. 2006. 242 f. Dissertação (Mestrado em Processos Psicossociais; Processos de Desenvolvimento; Psicologia Social e Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2006.
Resumo: The purpose of this study is to make a comparative analysis about humiliation within the judgment of deaf youngsters and adults. For this matter, we ve investigated: 1) examples of humiliation involving third parties (HUTER) and/or personally experienced by the participants (HUPES); 2) judgment of representation of reality (JRR) on the participant s reaction towards personal humiliation considered most important in the past and hypothetically in the present, as in the non-deafness hypothetical context, in the past; 3) dilemma - solution that counter poses humiliation on the job and continuity of the family, focusing on the moral judgment values (MJV) and on the JRR, and 4) JRR on the action of the main character of the dilemma in the non-deafness context. Twelve (12) deaf people participated, their age group varying between 15-25 and 35-45 years old, equally divided as to gender. We used the clinical methodology (Piaget, 1926/s.d.;1932/1994), by means of the language of signs with a structured and a semistructured interview, individually held. The obtained results allowed us to verify that youngsters more than adults, spontaneously mentioned HUTER examples. In relation to HUPES situations, adults provided a larger number of answers than youngsters. We verified that in relation to the JRR on the reaction towards humiliation considered the most important, in the past and hypothetically in the present, there was a change in judgment. In the past, the main answers refer to no reaction and to run away from or to leave the place . In the present, to try to talk was a reaction taken into account, as well as a new kind of answer: to reciprocally despise . In relation to the action in the past, on a hypothetical non-deafness context, there was an alteration in the JRR, since we detected a new answer category: to search for other friends . For the JMV and the JRR referent to the decisions of the main character of the dilemma-story, the answer to go on with the work was kept in both, although there were differences among the justifications. In the same way, the non-deafness context only influenced the justifications for the answers of the already mentioned dilemma. Therefore, humiliation was considered in the everyday life of the participants, and moreover, the relations between: past/present, deafness/non-deafness context, and MJV/JRR qualitatively influenced their judgment.
Este estudo se propõe a uma análise comparativa sobre humilhação entre os juízos de jovens e de adultos surdos. Para tanto, investigamos: 1) exemplos de humilhação que envolve terceiros (HUTER) e/ou vivenciados pessoalmente pelos participantes (HUPES); 2) juízos de representação da realidade (JRR) sobre a reação do participante à humilhação pessoal considerada como a mais importante, tanto no passado e hipoteticamente no presente, quanto no contexto hipotético de não-surdez, no passado; 3) solução de um dilema que contrapõe humilhação no trabalho e sobrevivência da família, com enfoque nos juízos de valor moral (JVM) e nos JRR, e 4) JRR sobre a ação do personagem do referido dilema em contexto de não-surdez. Participaram 12 pessoas surdas, entre 15-25 e 35-45 anos, igualmente divididos quanto ao sexo. Utilizamos o método clínico (Piaget, 1926/s.d.;1932/1994), por meio de língua de sinais, com uma entrevista estruturada e uma semi-estruturada, realizadas individualmente. Os resultados obtidos permitiram verificar que os jovens, mais do que os adultos, mencionaram espontaneamente exemplos de HUTER. Com relação às situações de HUPES, os adultos forneceram uma quantidade maior de respostas do que os jovens. Verificamos que, em relação ao JRR sobre a reação à humilhação considerada como a mais importante, no passado e hipoteticamente no presente, houve uma modificação dos juízos. No passado, as principais respostas referem-se a nenhuma reação e fugir ou sair do local . No presente, tentar conversar foi uma reação considerada, assim como um novo tipo de resposta: desprezar reciprocamente . Com relação à referida reação no passado, em contexto hipotético de não-surdez, houve alteração dos JRR, uma vez que detectamos uma nova categoria de resposta: buscar outros amigos . Sobre os JVM e os JRR referentes à decisão do personagem da história-dilema, verificamos que a resposta por continuar no trabalho foi mantida em ambos, todavia diferenças foram observadas entre as justificativas. Da mesma forma, o contexto de não-surdez influenciou somente as justificativas das respostas ao referido dilema. Portanto, humilhação foi considerada no cotidiano dos participantes, além do que as relações entre: passado/presente, contexto de surdez/não-surdez e JVM/JRR influenciaram qualitativamente os seus juízos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6665
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DissertacaoAllineNAndrade.pdf1.36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.