Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/668
Título: Representações sociais de policiais civis sobre profissionalização
Título(s) alternativo(s): Civilian policemen's representations about professionalization
Autor(es): Brito, Alexandre Sant'Ana de
Souza, Lídio de
Palavras-chave: Representações sociais
Democracia
Formação profissional
Violência
Polícia civil
Social representations
Democracy
Occupational training
Violence
Civil police
Data do documento: Jul-2004
Citação: BRITO, Alexandre Sant'Ana de; SOUZA, Lídio de. Representações sociais de policiais civis sobre profissionalização. Sociologias, Porto Alegre, n. 12, p. 304-327, jul./dez. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/soc/n12/22264.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2011.
Resumo: O estudo objetivou identificar as representações sociais sobre a profissionalização de policiais civis e suas relações com o incremento e a manutenção do Estado democrático. Foram aplicados questionários semi-estruturados a uma amostra de agentes e investigadores de polícia, focalizando a profissionalização nos níveis pessoal, institucional e político. Os elementos representacionais identificados foram: 1) a falta de investimento na instituição; 2) a subserviência da polícia aos interesses de grupos políticos conservadores; 3) a profissionalização como aquisição de conteúdos técnicos que objetivam o ganho pecuniário e a categorização criminal de segmentos socialmente excluídos. O estudo conclui que esses elementos atuam como obstáculos para a implantação e a manutenção do Estado de direito no Espírito Santo.
ABSTRACT The study aimed at identifying social representations about professionalization of civilian policemen and their relations with the increment and maintenance of the democratic State. Semi-structured questionnaires were applied to a sample of police agents and investigators, focusing on professionalization at personal, institutional and political levels. Representational elements identified were: 1) lack of investment in the institution; 2) subservience of the police force to conservative technical groups; 3) professionalization seen as the acquisition of technical contents that aim at financial gains and criminal classification of socially excluded segments. The study concludes that those elements act as obstacles to implementing and maintaining the rule of law in the state of Espírito Santo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/668
ISSN: 1517-4522
Aparece nas coleções:PPGP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
22264.pdf454.42 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons