Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6719
Título: Atenção básica na assistência social : entre miséria necessária, artes de governar e redes de solidariedade
Autor(es): Oliveira, Clever Manolo Coimbra de
Orientador: Heckert, Ana Lucia Coelho
Palavras-chave: Centro de referência de assistência social
Assistência social
Neoliberalismo
Data do documento: 16-Nov-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, Clever Manolo Coimbra de. Atenção básica na assistência social : entre miséria necessária, artes de governar e redes de solidariedade. 2010. 140 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Institucional) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.
Resumo: Os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) foram criados em 2004 com a proposta de serem a porta de entrada do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Os CRAS são o principal aparelho da atenção básica na Assistência Social, constituindo-se em um ponto de confluência de demandas e serviços ofertados às populações em situação de risco e vulnerabilidade social. Entretanto, o CRAS é efeito de uma série de condições políticas e sociais, de lutas coletivas, de artes de governar, etc. que com um certo arranjo no campo social ensejou a produção desse aparelho. Além desses fatores que apontamos, destacamos as práticas psi e de assistência como vetores de constituição do CRAS. É em meio a esse diagrama de forças, práticas, regimes de verdade que o CRAS emerge como um objeto/efeito do contemporâneo marcado pelo modo biopolítico de gestão da vida. Na produção desse objeto, bem como nas análises realizadas no CRAS de Campo Verde, os nossos principais referenciais teóricos foram Michel Foucault, Robert Castel e Jaques Donzelot, além de outros pesquisadores e estudiosos do campo social. Esta pesquisa pretendeu discutir a produção do CRAS como um efeito em meio aos fatores já citados tentando analisar como esse objeto tem se atualizado
The Reference Centers of Social Assistance (CRAS) were created in 2004 with the proposal to be the gateway of the Unified Social Assistance System (SUAS). The CRAS are the main instrument of primary care of social assistance, constituting itself in a point of confluence of needs and services offered to the population at risk and in social vulnerability. However, the CRAS is an effect from a series of political and social conditions, collective struggles, arts of governing, etc. that with a certain arrangement in the social field, led to the production of this instrument. Besides these factors we pointed out, we emphasize psychological and assistance practices as vectors of the constitution of CRAS. It is amid this diagram of forces, practices, regimes of truth that emerges CRAS as an object/effect from the contemporary, marked by the biopolitical management mode of life. In the production of this object as well as the analysis performed in the CRAS of Campo Verde, our main theoretical references were Michel Foucault, Robert Castel and Jacques Donzelot, in addition to other researchers and scholars in the social field. This research intended to discuss the production of CRAS as an effect among the factors already mentioned trying to analyze how this object has been updating itself
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6719
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de CLEVER MANOLO COIMBRA DE OLIVEIRA.pdf870.69 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.