Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6724
Título: Desalinhados : uma história do Hospital Adauto Botelho e das memórias que ali habitam
Autor(es): Carrion, Carla Torres Pereira
Orientador: Margotto, Lilian Rose
Coorientador: Aragão, Elizabeth Maria Andrade
Palavras-chave: Hospital Adauto Botelho
Psicologia
Loucura - História
Psiquiatria - História
História oral
Psychiatric Hospital
Psychology
Madness - History
Psychiatry - History
Oral History
Data do documento: 12-Ago-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARRION, Carla Torres Pereira. Desalinhados : uma história do Hospital Adauto Botelho e das memórias que ali habitam. 2011. 159 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Institucional) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
Resumo: Não existe uma única história da loucura e da psiquiatria, nem uma única forma de contar cada história. Sabendo disso, o presente trabalho trata de uma história do Hospital Adauto Botelho (desde 10 de maio de 2010, Hospital Estadual de Atenção Clínica Heac), localizado em Cariacica município da Região Metropolitana da Grande Vitória no Espírito Santo. Trazemos essa história não a partir de uma linha do tempo que narre acontecimentos de cada época. Buscamos a fluidez dos discursos e das práticas em lugar da precisão das datas. E, sobre esses discursos e essas práticas, o próprio Hospital tem muito a apresentar, por meio dos prontuários médicos datados desde a inauguração em 1954 e de depoimentos de pessoas que lá tenham trabalhado. Foram analisados 102 prontuários e entrevistadas 4 pessoas. A pesquisa dos prontuários e a realização das entrevistas possibilitaram a discussão as seguintes questões: 1. As formas de encaminhamento dos pacientes para o hospital e o modo como a polícia se inseria nesse processo; 2. As terapêuticas do hospital, seu aspecto moralizante e o modo como elas incidiam sobre os corpos; 3. As lutas e resistências que se presentificavam no cotidiano do hospital. Todas essas questões são o tempo inteiro atravessadas por breves histórias de vidas dos pacientes ali internados e dos funcionários que narraram as vivências no hospital. Não há dúvida de que há inúmeras outras questões a serem debatidas, mas aqui falamos do que nos pareceu mais intenso no material pesquisado
There is no unique history of madness nor unique way to tell each history. We write here one of the possible histories of Adauto Botelho Psychiatric Hospital (since the 10th of May of 2011 this hospital is called Hospital Estadual de Atenção Clínica HEAC), located in Espírito Santo, Brazil. What matters here is not the accuracy of a timeline, but the flow of speeches and practices. Therefore, we have analysed 102 medical charts of Adauto Botelho Hospital and interviewed 4 hospital employees. We have researched the period from 1954 until 1990. During and after the research, we have discussed the following points: 1. The ways of referring patients to the hospital and how the police was part of this process. 2. The Hospital s Therapeutics, how moralizing they could be and the way they were mirrored on the patients bodies. 3. The struggles and resistances of people who lived and worked in the Hospital. Among the discussion of all these issues, we bring some short histories about the patients, employees and their lives in the hospital. There is no doubt that there are many other questions to discuss, but we write here about what seems to be more intense in the researched material
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6724
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de Carla Carrion - Parte 1.pdf843.23 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.