Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/677
Título: Estratégias de enfrentamento do cotidiano conjugal
Título(s) alternativo(s): Strategies to face marital routine
Autor(es): Garcia, Maria Lúcia Teixeira
Tassara, Eda
Palavras-chave: Casamento
Mulheres
Conflito (Psicologia)
Relações conjugais
Pessoas casadas
Marriage
Women
Conflict (Psychology)
Relationship marital
Married people
Data do documento: 2001
Citação: GARCIA, Maria Lúcia Teixeira; TASSARA, Eda Terezinha de Oliveira. Estratégias de enfrentamento do cotidiano conjugal. Psicol. Reflex. Crit., Porto Alegre, v. 14, n. 3, p. 635-642, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/prc/v14n3/7849.pdf>. Acesso em: 17 maio 2011.
Resumo: Este estudo analisa estratégias de enfrentamento para a manutenção do casamento, utilizadas por mulheres casadas há mais de 15 anos e pertencentes a estratos econômicos médio e alto, para superação ou minimização de conflitos do cotidiano conjugal. Foram entrevistadas 20 mulheres utilizando roteiro de entrevista semi-estruturada. As entrevistas, gravadas e transcritas, foram analisadas utilizando-se a análise do discurso. Neste artigo analisaram-se as estratégias de ação referida pelas entrevistadas. Entre as mulheres prevaleceu o uso de estratégias diretas (oito), indiretas (quatro mulheres) ou o uso combinado de estratégias diretas e indiretas (oito mulheres). Entre seus maridos, as entrevistadas indicaram o uso de estratégias diretas (treze homens) ou uso combinado de estratégias diretas e indiretas (duas). Em cinco casos enfatizou-se o uso de estratégia indireta, principalmente o silêncio ou o adiamento da busca de solução dos problemas. A estratégia caracterizou-se como uma esperança projectual dessas mulheres de atingirem a superação da condição distópica na direção utópica. A desistência desse jogo implica a adoção de estratégias que assegurem um padrão de comunicação paradoxal no qual os cônjuges ao mesmo tempo que comunicam, evitam comunicar.
ABSTRACT This research analyzes strategies used in the carrying out of marriages utilized by women who have been married for over 15 years, from high and middle classes and dwelling in the great Vitória/ES, for the overcoming or reduction of the conflicts in marital daily routine. Semi-structured interviews were used in approaching 20 women. The interviews which were tape recorded and written down, were analyzed in the light of the discourse analysis. In this paper, the strategies indicated by the interviewers were analyzed. It prevailed among women, the direct strategy (8 women), indirect (4 women) or both direct and indirect (8 women). The interviewers among husbands, indicated the use of direct strategy (13 men) or both direct and indirect (2). In five cases, the women stressed the use of indirect strategies, mainly the silence or the later search for the problem solution. The strategy was characterized as a hope for the women to reach the overcoming towards the utopia. The giving up of this game implicates the adoption of strategies that ensure paradoxical communication in which while the couple communicates, they avoid to communicate.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/677
ISSN: 0102-7972
Aparece nas coleções:DSS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
7849.pdf134.02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons