Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6827
Título: Os usos de Si pelos profissionais de enfermagem de um banco de leite humano : uma análise ergológica
Autor(es): Demarchi, Stephania Mendes
Orientador: Bianco, Mônica de Fátima
Palavras-chave: Bancos de leite humano - Vitória (ES)
Trabalho - Vitória, Região Metropolitana de (ES)
Enfermagem - Vitória, Região Metropolitana de (ES)
Ergologia
Data do documento: 25-Jul-2017
Resumo: O presente estudo teve como objetivo analisar os usos de si nas situações de trabalho dos profissionais de enfermagem inseridos em banco de leite humano localizado em Vitória-ES. Em busca desse objetivo foram encontrados achados que mostram o quanto a ergologia pode contribuir para entender o trabalho e, no caso de profissionais de enfermagem, como ela pode ser relevante para compreender as práticas desses profissionais do cuidado através da lente dos usos de si. Refletir sobre o trabalho da equipe de enfermagem na perspectiva da ergologia é enxergar este trabalho pelo panorama do próprio trabalhador, para tal exige execução no campo, com horas de observação e questionamentos sobre suas rotinas, tarefas e atividades. Para a produção de dados da pesquisa foi feito levantamento documental, observação participante no setor por um período de 3 meses com geração de diário de campo, quatorze entrevistas semi-estruturadas e individuais e um grupo de discussão com as profissionais que se disponibilizaram. A análise do material foi feita com base na análise de conteúdo gerando as categorias. As categorias de análise foram definidas a posteriori, e são: a) O "era preciso": renormalizações diante da imprevisibilidade do trabalho; b) o uso da história de vida na atividade laboral; c) busca pela satisfação do cliente e outros valores presentes no trabalho; e d) sou desse jeito: o uso do corpo-si dessas trabalhadoras. As análises possibilitaram colocar em evidência os usos de si por parte das trabalhadoras do banco de leite que realizam e organizam suas atividades baseadas em percepções, preferências e valores, mas que também se engajam para fazer o que “encaram” como o melhor para o outro, seja este, outro profissional de enfermagem ou paciente. Neste aspecto, muitas vezes foram vistas renormalizações diante de situações vividas no trabalho. As trabalhadoras realizaram suas atividades efetuando renormalizações e, justificando que tais ʺera precisoʺ para atingir o resultado que elas mesmas esperavam, ou seja, baseados em valores do meio, individuais e coletivos. Entende-se que a compreensão do trabalho real em atividade e o papel dos sujeitos engajados no alcance dos resultados pode contribuir muito para a delimitação de políticas de gestão em organizações como a hospitalar, onde a relação profissional-paciente é o cerne da avaliação do serviço.
This study aims to analyze the use of yourself in on the job situations of nurses in a human milk bank located in Vitória-ES. Trying to achieve this goal, we found some information that show the ergology importance to contribute to understanding this job and, in case of nurse professionals, how it can be relevant to understand the professional practices through lens of the use of self. Reflect about the nursing staff develops work by ergology perspective is view this work by the worker outlook. This kind of research needs field sessions, hours of observation and preparation of quiz, about routines, tasks, and activities. The research data was produced through search application, three months of participant observation on the sector, recording a field diary, fourteen semi-structured and individual interviews, and a group discussion. The material analyses were done based on construction of categories. These analytical categories were defined a posteriori, and it is: a) “Needed to do”: renormalization because of the work unpredictability; b) the use of life story on the job activity; c) search for client satisfaction and other values on the job; d) that’s me: use of bodyself by the workers on the human milk bank. They conduct and organize her activities based on perceptions, preferences and values, but they also engage themselves to make what they think that is better to others, no matter if they are another nurse professional or a patient. In this respect, many times we could see renormalizations in face of working situations. The workers conduct their activities making renormalizations, justifying that it’s had to be done to achieve the goals that they wanted, based on environmental, individual and collective values. We believe that the understanding about activities nature and subjects roles, engaged on these activities, can contribute a lot in found management policies in organizations like a hospital, where the relation between professionals and patients is the heart of the service evaluation.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6827
Aparece nas coleções:PPGADM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11208_Dissertação Stephania Mendes20170828-124419.pdf4.46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons