Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6880
Título:  O abismo do inexplicável: uma leitura das múltiplas mortes em 'Memórias póstumas de Brás Cubas', de Machado de Assis
Autor(es): RIBEIRO, T. E.
Orientador: SALGUEIRO, W. C. F.
Data do documento: 11-Jan-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RIBEIRO, T. E., O abismo do inexplicável: uma leitura das múltiplas mortes em 'Memórias póstumas de Brás Cubas', de Machado de Assis
Resumo: Pretende-se, com esta dissertação, identificar como se configura a morte no romance Memórias póstumas de Brás Cubas (1881), de Machado de Assis. Nesse texto espera-se compreender qual objetivo e efeito da escolha dessa temática para a obra, bem como observar de que forma o fim da vida apresenta-se para personagens ocupantes de diversas esferas sociais. Também se buscará verificar por que algumas mortes parecem afetar de forma mais intensa Brás Cubas, tal como o falecimento da mãe. Para tanto, a aproximação com a psicanálise de Sigmund Freud será de fundamental importância para reconhecer marcas (ainda que sutis) que demonstrem a valoração da figura materna para o protagonista. A averiguação da percepção do papel da morte para a humanidade, a presença da morte na produção machadiana, as diferenças existentes nas mortes de representantes das classes dominantes e dominadas - sendo algumas delas simbólicas - darão um panorama do percurso a ser trilhado nessa procura pela compreensão desse abismo do inexplicável . Palavras-chave: Morte. Machado de Assis. Memórias Póstumas de Brás Cubas. Psicanálise. Sigmund Freud.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6880
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11665_Disserta__o O abismo do inexplic_vel_Thiago Elias Ribeiro.pdf878.98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.