Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6954
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGAVA, A. L.
dc.date.accessioned2018-03-22T16:00:20Z-
dc.date.available2018-02-21
dc.date.available2018-03-22T16:00:20Z-
dc.identifier.citationMEIRA, E. F., AVALIAÇÃO DO EFEITO PROTETOR DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE Eugenia uniflora NA LESÃO RENAL AGUDA EXPERIMENTALpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6954-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleAVALIAÇÃO DO EFEITO PROTETOR DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE Eugenia uniflora NA LESÃO RENAL AGUDA EXPERIMENTALpor
dc.typedoctoralThesisen
dc.contributor.memberNOGUEIRA, B. V.
dc.contributor.memberCAMPANARO, B. P.
dc.contributor.memberSANTOS, L.
dc.contributor.memberSANTOS, R. L.
dcterms.abstractA lesão renal aguda (LRA) é caracterizada por um rápido e potencialmente reversível declínio na função renal; no entanto, o tratamento atual da LRA não é específico e está associado a cuidados de suporte limitados. Considerando a necessidade de novas abordagens terapêuticas, acreditamos que o extrato hidroalcoólico de folhas de Eugenia uniflora (pitanga) por possuir propriedades antioxidantes, pode ser benéfico para o tratamento da LRA induzida por isquemia/reperfusão renal (I/R). O extrato hidroalcoólico de folhas de Eugenia uniflora (200mg/kg, oral) ou veículo (salina 0,9%) foram administrados a ratos Wistar anteriormente à indução da isquemia renal bilateral (45 minutos). Após 24 horas de reperfusão, os clearances de inulina e paraminohipurato foram realizados para determinar a taxa de filtração glomerular (TFG), o fluxo plasmático renal (FPR), o fluxo sanguíneo renal (FSR) e a resistência vascular renal (RVR). A produção de ânion superóxido, peróxido de hidrogênio, peroxinitrito, radical hidroxil, atividade das enzimas oxidantes e antioxidantes e apoptose nos rins foram avaliados por citometria de fluxo. As avaliações da expressão das enzimas antioxidantes foram realizadas através da técnica de Western blot. A I/R resultou em TFG, FPR e FSR diminuídos e aumentou a RVR, porém, estes parâmetros foram melhorados em ratos que receberam o extrato. O tratamento com extrato de Eugenia uniflora resultou em diminuição no estresse oxidativo e aumento da atividade e das expressões das enzimas antioxidantes e uma diminuição da apoptose nos rins de ratos submetidos à I/R. Nossos dados mostraram que o extrato hidroalcoólico de folhas de Eugenia uniflora possa ser capaz de prevenir ou atenuar a perda de função renal induzida pela isquemia reperfusão através da diminuição do stress oxidativo e apoptose, fornecendo assim informações valiosas que poderão subsidiar a incorporação de fitoterápicos no SUS.por
dcterms.creatorMEIRA, E. F.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2017-12-20
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicaspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseDoutorado em Ciências Fisiológicaspor
Aparece nas coleções:PPGCF - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11667_Tese Eduardo Frizzera Meira.pdf1.73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.