Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7094
Título: ALTERAÇÕES na Atividade Fotossintética em Folhas do Mamoeiro golden Infectadas Com Pmev, Detectadas Por Meio da Fluorescência da Clorofila a
Autor(es): HERNANDEZ, K. V. A.
Orientador: SILVA, D. M.
Palavras-chave: Carica papaya
Papaya meleira virus
Rendimento quântico
Data do documento: 13-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: HERNANDEZ, K. V. A., ALTERAÇÕES na Atividade Fotossintética em Folhas do Mamoeiro golden Infectadas Com Pmev, Detectadas Por Meio da Fluorescência da Clorofila a
Resumo: O mamão, Carica papaya L., é uma das frutas mais consumidas no mundo devido as suas características nutricionais, farmacêuticas e uso na indústria alimentícia e cosmética. No Brasil, segundo produtor de mamão no mundo, a produção vem sendo afetada severamente pela doença da meleira, provocada pelo complexo Papaya meleira virus (PMeV e PMeV2). Com o objetivo de analisar as alterações na atividade fotossintética em folhas de mamoeiro Golden, com infecção do PMeV e diferentes cargas virais do PMeV2, realizou-se um experimento onde foram avaliados três grupos de plantas de Carica papaya cv. Golden: Controle, sem inocular; inoculadas com tampão fosfato de sódio (Tratamento = ↓[PMeV2]) e inoculadas com tampão fosfato de sódio e látex colhido de plantas com sintomas da meleira (Tratamento = ↑[PMeV2]). A técnica da fluorescência da clorofila a foi usada como ferramenta de avaliação. Houve um aumento significativo na produção quântica de conversão de energia fotoquímica no fotossistema II (Y (II)) e um aumento do rendimento quântico da perda de energia não-fotoquímica regulada (Y (NPQ)) nas plantas infectadas. Simultaneamente, curvas OJIP de fluorescência, evidenciaram maior eficiência na redução dos aceptores primários (Quinona A) e secundários (Quinona B) de elétrons no fotossistema II e maior eficiência de redução do pool de plastoquinonas e, consequente, maior eficiência na redução dos aceptores de elétrons do complexo Citb6f. O diagnóstico da meleira nas plantas, usando a técnica de RT-PCR, confirmou a presença de dois vírus PMeV e PMeV2. Foi verificado maior índice de desempenho fotoquímico (PItotal) nas plantas com maior carga viral a partir do 35º dia após a inoculação (DAI) e, aos 49 DAI, observou-se aumento na atividade redutora do fotossistema I e no PItotal nas plantas com maior carga viral e valores intermediários nas plantas com menor carga viral. Estes resultados sugerem uma resposta de defesa do mamoeiro cv. Golden à infecção e comprovam a presença dos dois vírus, PMeV e PMeV2. Portanto, esta técnica mostrou-se uma ferramenta com grande potencial como um método simples e rápido para estudar a interação planta x patógeno, bem como os mecanismos de infecção de vírus em plantas podendo ser também usado para detecção das alterações na atividade fotossintética no mamoeiro infectado pelo complexo PMeV e PMeV2.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7094
Aparece nas coleções:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11504_Dissertação_Karla Verônica Alvarado Hernandez.pdf2.34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.