Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7224
Título: EFEITO DO DESTREINAMENTO SOBRE VARIÁVEIS CINEMÁTICAS RELACIONADAS AO DESEMPENHO DO NADO CRAWL COM DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE RESPIRAÇÃO
Autor(es): PEREIRA, B. M. F.
Orientador: SARRO, K. J.
Palavras-chave: Biomecânica
Treinamento
Natação
Data do documento: 29-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: PEREIRA, B. M. F., EFEITO DO DESTREINAMENTO SOBRE VARIÁVEIS CINEMÁTICAS RELACIONADAS AO DESEMPENHO DO NADO CRAWL COM DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE RESPIRAÇÃO
Resumo: Sabe-se que o destreinamento acarreta em perda das adaptações do sistema cardiorrespiratório e neuromuscular adquiridas com o treinamento físico, inclusive na natação. Apesar de diversos estudos terem investigado o efeito do destreinamento do ponto de vista fisiológico, ainda não foi encontrado na literatura estudos que tenham investigado o efeito do destreinamento em variáveis cinemáticas durante o nado. Sabendo disso esse trabalho foi desenvolvido com objetivo de verificar se há efeito do destreinamento sobre variáveis cinemáticas no desempenho do nado crawl com diferentes estratégias de respiração. Para isso foi utilizada uma metodologia baseada em cinemetria para obter as variáveis cinemáticas (tempo do nado, velocidade média do nado, frequência de braçada, comprimento de braçada e velocidade de braçada) em diferentes estratégias de respiração (apneia voluntaria, respiração unilateral para o lado preferido, respiração unilateral para o lado não preferido e respiração bilateral) durante o nado crawl, antes e depois do período de destreinamento. Os dados mostraram que após cinco semanas de destreinamento o tempo do nado aumentou significativamente, a velocidade média do nado e a frequência de braçada diminuiram significativamente, exceto na estratégia de respiração bilateral. Ainda foi percebido que o tempo de braçada aumentou significativamente e a velocidade de braçada diminuiu significativamente na estratégia de apnéia voluntária e respiração para o lado preferido, por outro lado o comprimento de braçada aumentou significativamente apenas na estratégia de respiração para o lado preferido. Portanto esses achados indicam que há efeito prejudicial do destreinamento sobre variáveis cinemáticas relacionadas ao desempenho do nado crawl com diferentes estratégias de respiração.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7224
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5829_Dissertação Bernardo Maia Farage Pereira.pdf1.54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.