Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7226
Título: FRONTEIRAS ENTRE AS DUNAS: COMPREENDENDO A CULTURA LÚDICA NA VILA DE ITAÚNAS
Autor(es): SIQUEIRA, F. C.
Orientador: BORGES, C. N. F.
Palavras-chave: Vila de Itaúnas (ES)
Identidade sociaL
Memória coletiva
C
Data do documento: 30-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SIQUEIRA, F. C., FRONTEIRAS ENTRE AS DUNAS: COMPREENDENDO A CULTURA LÚDICA NA VILA DE ITAÚNAS
Resumo: A proposta deste estudo é compreender os usos e contra-usos da cultura lúdica em Itaúnas (ES) visando entender a constituição desta vila como um lugar e não lugar destacando dois momentos cultura lúdica local. Para tanto, partimos da compreensão de cultura como uma teia de significados transmitidos historicamente que se utiliza de símbolos como meio de comunicação entre os homens, perpetuando e ampliando seus conhecimentos e suas atividades perante a vida (GEERTZ, 1989) e neste emaranhado de significados podemos encontrar a cultura lúdica, que por sua vez está a expressão humana de significados da/ na cultura referenciada no brincar consigo mesmo, com o outro e com o contexto (GOMES apud GOMES, 2004).. Buscando atingir a proposta deste estudo, realizamos um levantamento da memória produzida sobre o lugar, a história da cultura lúdica da Vila de Itaúnas e como essa cultura lúdica vem sendo apresentada atualmente na vida dos moradores da vila em seis incursões etnográficas à vila, contando com a contribuição dos moradores que chegaram a residir na antiga vila, habitantes e investidores que auxiliaram a construção da nova vila. Além disso, tomamos o conceito de cultura lúdica para compreender esquemas de comportamento que permitem iniciar a brincadeira entendendo que as práticas de divertimento são um dos principais meios de que a sociedade dispõe para estreitar seus laços coletivos e se sentir unida. Diante destes pressupostos teóricos, combinamos os dados advindos da observação direta nos momentos de incursão à vila, das memórias dos moradores mais antigos e de grande representatividade, além da pesquisa de informações associadas à vila em dois momentos que compõem a cultura lúdica local: o forró, simbolizado pelo Festival Nacional do Forró de Itaúnas (FENFIT), e as Festas de São Benedito e São Sebastião, com as apresentações das Referências Culturais. Os dados da pesquisa nos revelaram que Itaúnas se apresentou como um palco diversificado e extremamente atrativo, pois os usos estabelecem a vila como lugar. Assim, percebemos que o espaço da Vila de Itaúnas é um lugar diferente para quem vive as Referências Culturais ou as atividades ligadas à Indústria Cultural do forró, um lugar distinto para aqueles que desde que nasceram habitam em Itaúnas, para aqueles que saíram e retornaram, para aqueles que vieram a habitar a vila e para aqueles que por ali passam. Desta forma, a Vila de Itaúnas pode ser considerada um espaço que, ao ser significado, se constitui numerosos lugares devido às suas inúmeras possibilidades de usos, fluxos e fronteiras que denotam a hibridez contida na rede da cultura lúdica local, viva na memória dos nativos, estrangeiros e turistas que significam a vila. Logo, Itaúnas é um lugar significado pelo forró, mas também significado pelas práticas das Referências Culturais. Assim sendo, a vila é constituída por ambos imbricados, hibridados, com seus fluxos, contra-fluxos, usos e contra-usos e fronteiras maleáveis, permeados pelas questões políticas e sociais em envolvem a Vila de Itaúnas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7226
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5928_FERNANDA CELINGA - DISSERTAÇÃO FINAL COMPLETA UFES.pdf4.39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.