Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/723
Título: Vendas de bebidas alcóolicas : questões (im)pertinentes
Título(s) alternativo(s): Selling alcoholic beverages : (im)pertinent questions
Vendas de bebidas alcóolicas : questões impertinentes
Autor(es): Basílio, Mirian Cátia Vieira
Garcia, Maria Lúcia Teixeira
Palavras-chave: Violência
Saúde pública
Bebidas Alcoólicas
Violence
Public health
Alcoholic Beverages
Data do documento: Set-2006
Citação: BASILIO, Mirian Cátia Vieira; GARCIA, Maria Lúcia Teixeira. Vendas de bebidas alcóolicas: questões (im)pertinentes. Psicol. Soc., Porto Alegre, v. 18, n. 3, p. 104-112, set./dez. 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/psoc/v18n3/a15v18n3.pdf>. Acesso em: 18 maio 2011.
Resumo: O objetivo deste estudo é analisar a disponibilidade e o acesso à bebida alcoólica num bairro da cidade de Vitória/ES. Os dados foram obtidos através de pesquisa de campo na região selecionada utilizando a observação simples e a entrevista através da aplicação de questionários numa amostra de 10% dos estabelecimentos encontrados. Os pontos de venda funcionam 7 dias por semana; 68,8% vendem a credito e a um preço médio de R$ 0,41 (a dose de cachaça). 93,8% dos entrevistados não solicitam documento de identidade ao cliente antes de lhe vender bebidas. A relação entre número de moradias e número de pontos de venda foi de 3:1. A alta concentração de estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas no bairro aponta para a necessidade de pensar o entorno (regiões vizinhas) da mesma. Estas regiões envolvem áreas marginalizadas onde ocorre tráfico de drogas, fazendo da região estudada uma área importante para o comércio, pela facilidade de acesso aos outros bairros adjacentes da cidade.
ABSTRACT The objective of this study is to analyse the availability and access to alcoholic beverages in a neighbour-hood in the city of Vitória/ES. Data was obtained by means of field research using simple observation method and the application of questionnaires in a sample of 10% of the establishments encountered in the region. These establishments are open seven days a week; 68,8% of these markets sell on credit and at a medium price of R$ 0,41 (one dose of "cachaça"). 93,8% of the sellers who were interviewed doesn't check the identity cards of their clients before selling them the alcoholic beverages. The relation between the number of houses and establishments was 3:1. The high concentration of establishments which sell alcoholic beverages in the neighbourhood brings up the necessity to think about the neighbouring regions. These regions include marginalized areas where there is drug trafficking, making the studied region an important commercial area because of its easy access to other neighbouring regions in the city.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/723
ISSN: 0102-7182
Aparece nas coleções:DSS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
a15v18n3.pdf95.83 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons