Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7257
Título: Práticas Corporais nas Comunidades Quilombolas: Significados das Manifestações Culturais na Escola de Monte Alegre
Autor(es): CARVALHO, H. I. S.
Orientador: SILVA, O. G. T.
Palavras-chave: Comunidades quilombolas
Cultura
Práticas Corporais
Data do documento: 26-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARVALHO, H. I. S., Práticas Corporais nas Comunidades Quilombolas: Significados das Manifestações Culturais na Escola de Monte Alegre
Resumo: Este estudo apresenta como objetivo principal problematizar as práticas corporais no contexto de uma Comunidade Quilombola, considerando a existência de uma relação entre essa comunidade e a disciplina de Educação Física na apropriação de cultura. A investigação que subsidia esse texto ocorreu de 2006 a 2012 através do levantamento do estado da arte nas principais revistas da Educação Física e no banco de dados da CAPES e associou entrevistas da professora, gestoras e alunos da Escola de Educação Básica de Monte Alegre em 2012 e 2013, com observações relacionadas às práticas corporais, assim como análise de documentos. Esta pesquisa é de natureza qualitativa, onde dialogamos com Minayo (1996), e nos propomos a trabalhar com os significados das práticas corporais, pois respondem às particularidades da cultura quilombola. Para dialogar com os dados coletados, utilizamos a análise de conteúdo, tendo como referencial Bardin (2000), pois trabalhamos com a descrição do material. A opção por essa técnica de pesquisa justifica-se por acreditar que o texto é uma forma de expressão do sujeito. Nesse contexto, após o desmembramento dos textos das entrevistas, categorizamos as palavras e/ou frases que se repetem, inferindo, reagrupando-as, trabalhando os significados que constituem a comunicação, e posteriormente, realizando o reagrupamento em categorias. Realizar essa pesquisa nos fez pensar sobre a importância desse trabalho. Embora comunidade quilombola tenha sido divulgada através de documentários e trabalhos acadêmicos, ainda não tem sido pesquisada tendo como análise as práticas corporais nas aulas de Educação Física. Acreditamos que essa também se constitua como uma forma de fortalecimento da cultura quilombola, identificando questões culturais, e possibilitando a repensar o papel das escolas quilombolas enquanto lócus de continuidade e descontinuidade da cultura.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7257
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7480_DISSERT. HELOISA IVONE.pdf1.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.