Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7293
Título: REFLEXÕES SOBRE A EDUCAÇÃO DO CORPO OBESO NO CONTEXTO MIDIÁTICO: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA" ALÉM DO PESO" A REDE RECORD DE TELEVISÃO.
Autor(es): FERREIRA, L. N.
Orientador: GOMES, I. M.
Palavras-chave: Corpo obeso
Modernidade
Indivíduo
Mídia
Data do documento: 9-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FERREIRA, L. N., REFLEXÕES SOBRE A EDUCAÇÃO DO CORPO OBESO NO CONTEXTO MIDIÁTICO: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA" ALÉM DO PESO" A REDE RECORD DE TELEVISÃO.
Resumo: Este estudo teve como principal objetivo analisar e problematizar os discursos sobre o corpo obeso que são publicizados pela mídia. Mais especificamente, nossa atenção se volta para análise da primeira temporada do Reality Show Além do Peso que é sitiado no Programa da Tarde da Rede Record de Televisão. A pesquisa é caracterizada por um estudo observacional de caráter descritivo e analítico de natureza qualitativa (MINAYO, 2010). Para formar o corpus de análise direcionamos nosso olhar para a primeira temporada do reality Além do Peso. Este quadro foi desenvolvido entre 23 de Setembro e 20 de dezembro de 2013 e teve como objetivo levar um grupo de 11 pessoas obesas a perder peso, através da reeducação alimentar e da prática de atividade física, para permanecer na disputa e concorrer à premiação final. A partir das transcrições das falas, da observação das imagens e dos contextos das filmagens, realizamos a análise do material a partir da análise de conteúdo de Laurence Bardin (1977). A partir disso, apontamos primeiramente, a educação do corpo obeso como principal argumento para tornar homogêneo o discurso que enfatiza a necessidade de readequá-lo aos parâmetros da sociedade contemporânea. Identificamos que, em prol da reconfiguração da imagem corporal, a prática de exercícios físicos e a alimentação saudável são utilizadas como principais estratégias no aperfeiçoamento fisiológico, na obtenção da saúde e uma nova identidade baseada na imagem corporal. Por fim, estabelecemos uma articulação do sofrimento com um discurso de insensibilidade moderna que exalta a cultura corporal como forma de sucesso pessoal, mitigando questões atreladas aos prazeres que conferem bem-estar e saúde aos participantes. Demarcamos também, que o discurso apresentado está baseado numa cultura imagética de corpo ideal, que estabelece o indivíduo como principal responsável por essa conquista, já que possui as 'ferramentas' concedidas pelo programa para alcançar tal êxito.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7293
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8986_Texto_dissertação_Texto final_LorenaNFerreira (1).pdf1.09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.