Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7352
Título: Estudos computacionais do modelo de mucina 2 e sua interação com quitosanas tioladas : uma nova estratégia para o estudo da mucoadesão e retenção de fármacos
Autor(es): Silveira, Cleverton Oliveira Cavalcanti da
Orientador: Silva Filho, Eloi Alves da
Coorientador: Gonçalves, Arlan da Silva
Palavras-chave: Mucina 2
Mucoadesão
MMPBSA
Docking
Quitosana
Data do documento: 15-Mar-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Quitosanas têm despertado interesse como excipiente mucoadesivo que aumenta o tempo de residência de fármacos junto às mucosas. A interação com a mucina 2 ao longo do intestino determina o grau de mucoadesão, potencializada com a inserção de substituintes tiolados em sua estrutura. Estudou-se as interações entre a glicoproteína mucina 2 e quitosanas tioladas, ranqueando-as a partir da energia livre de interação complexo receptor-ligante. A ausência de trabalhos in silico no estudo da mucoadesão, e possível desenvolvimento de uma metodologia para esse fim, motivou a investigação realizada a partir do desenvolvimento de um modelo de mucina 2 por modelagem comparativa e threading, dinâmica molecular, docking e MMPBSA. Quando se considerou as interações não ligadas, o ligante N-acetil-cisteína-quitosana (AC-Qui) se equiparou em termos de energia livre de ligação ao hexâmero N-tiobutil-amidina-quitosana (TBA-Qui). A quitosana (Qui) apresentou o segundo melhor ΔG(ligação). Esses resultados mostraram que o grau de mucoadesão das quitosanas tioladas assumiu ordem diversa, quando se consideraram apenas as interações não ligadas, diferente dos resultados experimentais que não permitem uma especificação da natureza da interação envolvida no processo.
Chitosans haveattractedinterest as a mucoadhesive excipient that increases the residence period of drugs along mucous membranes. The interaction with the mucin 2 throughout the intestine determines the level of mucoadhesion, potentiated with the insertion of thiolated substitutes in its structure. There were studies about the interactions between the glycoprotein mucin 2 and thiolated chitosans, ranking them based on the energy free of ligand-receptor complex interaction. The absence of in silicoworks in the study of mucoadhesion and the possible development of a methodology to this extent has motivated the investigation performed from the development of a mucin 2 model by the use of comparative modeling and fold recognition; molecular dynamics, docking and mmpbsa. When non-bonded interactions were considered, the Chitosan-N-acetyl cysteine (AC-Chi) ligand equaled itself in terms of energy free of bond to the hexamer Chitosan-thiobutylamidine (TBA-Chi) and the Unmodified Chitosan (U-Chi) displayed the second greatest ∆G(binding).This result showed that the level of mucoadhesion of thiolated chitosans has assumed a diverse order, when considering only the non-binding interactions, different from the experimental results that do not allow a specification of the nature of the interaction involved in the process
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7352
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12266_Cleverton Oliveira Cavalcanti da Silveira.pdf4.06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.