Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7419
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorJ. C. Fabris
dc.date.accessioned2018-08-01T22:29:32Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T22:29:32Z-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, P. L. C., As Supernovas tipo Ia e a Cosmologia.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7419-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleAs Supernovas tipo Ia e a Cosmologia.por
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberRICALDI, W. S. H.
dc.contributor.memberALCANIZ, J. S.
dcterms.abstractEsta dissertação é dedicada à investigação sobre a natureza da matéria e da energia escura no Universo através da técnica que utiliza observações a explosões de supernovae do tipo Ia como indicadoras de distâncias, usada no -fim do séc. XX para detectar a aceleração da expansão do Universo. Desde então alguns projetos voltados à observação de supernovae foram executados e tornaram públicos os seus dados, que são usados neste trabalho para a estimativa de parâmetros e comparação de modelos cosmológicos. O objetivo deste trabalho é de estudar a capacidade do teste cosmolgico feito com os dados das distâncias às supernovae tipo Ia e a sua resposta a diferentes modelos cosmológicos e parâmetros livres. Para isto foi feito uma revisão do modelo padrão da Cosmologia e das evidências que apontam para a presença da matéria e da energia escuras, seguida de um estudo sobre o fenômeno das supernovae tipo Ia em seus aspectos observacionais e astrofísicos, que permitem a construção das técnicas de calibração de suas magnitudes e a estimativa de suas distâncias. Antes de seguir para a análise cosmológica introduz-se a ferramenta apropriada que é a estatística bayesiana, estudada aqui apenas em suas ferramentas e aplicações mais elementares. E por último aplicamos estas ferramentas às amostras de dados de supernovae tipo Ia disponíveis na literatura conhecidas como Gold, SNLS, Essence e Constitution, para estudar alguns modelos cosmológicos de interesse, a começar pelo próprio modelo de concordância CDM e a parametrização wCDM que testa a consistência da suposição wX = -1 para a energia escura. Em seguida testamos dois modelos de energia do vácuo dinâmica (t) e por último um caso especial de quartessência, o Gás de Chaplygin generalisado. Os resultados mostram que os dados das supernovae usados isoladamente dão resultados bem menos expressivos do que os encontrados na literatura onde são usados em conjunto com outras evidências. Duas das amostras de dados incluindo a mais atual dão origem a resultados que apresentam irregularidades inesperadas, que apontam para a existência de fatores ainda não controlados pelas técnicas de calibração da supernovae. Ambos os resultados indicam que o teste cosmológico baseados nas distância às supernovae Ia ainda passará por um outro salto de qualidade num futuro próximo.por
dcterms.creatorOLIVEIRA, P. L. C.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2010-08-09
dcterms.subjectCosmologiapor
dcterms.subjectSupernovapor
dcterms.subjectEstatística Bayesianapor
dcterms.subjectMatéria Escurapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Físicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Físicapor
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4557_.pdf3.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.