Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7422
Título: Distribuição de anisotropia e efeitos de curvatura observados por espectroscopia Mössbauer em metais amorfos magnetostrictivos obtidos por Melt-Spinning.
Autor(es): LOYOLA, G. V.
Orientador: TAKEUCHI, A. Y.
Palavras-chave: Materiais Magnéticos
Matéria Condensada
Data do documento: 30-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LOYOLA, G. V., Distribuição de anisotropia e efeitos de curvatura observados por espectroscopia Mössbauer em metais amorfos magnetostrictivos obtidos por Melt-Spinning.
Resumo: Neste trabalho estudamos: (i) o efeito de reorientação da magnetização induzida por tensão (curvatura) em bicamadas Al x/ Metglas, onde Metglas é o material magnetostrictivo Fe78B13Si9 (Metglas 2605S2), Al é o material de cobertura e x é a espessura (~microns). (ii) As anisotropias fora do plano com medidas Mössbauer em função do campo magnético em tricamadas Ni x/ FINEMET/ Ni x, onde FINEMET é o material magnetostrictivo Fe73. 5Cu1Nb3Si13.5B9, Ni é o material de cobertura. Induzimos tensão através do acoplamento de materiais com diferentes coeficientes de expansão térmica e estudamos o efeito de reorientação magnética através da espectroscopia Mössbauer, já que as intensidades relativas das linhas de absorção (I_23) de uma fase magnética, medidas por espectroscopia Mössbauer, dependem das direções entre a magnetização média da amostra e o feixe de raios-γ incidente. Realizamos medidas Mössbauer com o feixe de raios-γ incidindo perpendicularmente ao plano das bicamadas e tricamadas estudadas, consequentemente obtivemos informações da distribuição média de magnetização nas fitas em questão. Como principais resultados concluímos que (i): existe uma linha de tensão nula que se desloca em função da curvatura fazendo resultar em tensões médias não nulas (ii) a reorientação magnética ocorre principalmente devido ao efeito de curvatura (iii) 95% da fração com anisotropia perpendicular para a fita magnetostrictiva FINEMET possui valores de 0 a 3kJ/m3 e notamos também que o restante do volume perpendicular, cerca de 5%, apresenta anisotropias superiores a 12kJ/m3 associadas a defeitos e irregularidades provenientes do processo de produção. (iv) Volume perpendicular substancialmente aumentado devido a tensão induzida pela deposição da camada de Ni.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7422
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5147_Dissertação final Gustavo Viali.pdf3.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.