Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7426
Título: Radioatividade Natural e Composição das Areias da Praia de Camburi (Vitória - ES, Brasil).
Autor(es): SPERANDIO, E. F.
Orientador: ORLANDO, M. T. D.
Data do documento: 9-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SPERANDIO, E. F., Radioatividade Natural e Composição das Areias da Praia de Camburi (Vitória - ES, Brasil).
Resumo: Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) [32], o Brasil, até o ano de 2009, havia prospectado apenas 25% do seu território e figurava no primeiro e sexto lugares como detentor das maiores jazidas mundiais de tório e urânio, respectivamente. Parcelas significativas desses elementos são encontrados em areias monazíticas e têm sido explorados comercialmente pelas Indústrias Nucleares do Brasil (INB) desde a década de 1980 [31]. Reconhecendo a significativa importância dos minerais do complexo monazítico no crescimento de uma indústria nascente, como a dos países emergentes, se faz necessário mapear e avaliar os depósitos sazonais de monazita que ocorrem em todo litoral brasileiro. Neste contexto, o Espírito Santo desponta com um litoral recortado com cerca de 500 quilômetros de extensão e marcada presença de areias monazíticas ricas em urânio (U), tório (Th) e cério (Ce), ainda pouco exploradas. Este trabalho se propõe a analisar os depósitos sazonais de monazita encontrados na Praia de Camburi, em Vitória, capital do Espírito Santo. O levantamento completo das manchas escuras, típicas das areias popularmente conhecidas como monazíticas, permitiram estudar a composição e o comportamento radiométrico característicos de seus locais de ocorrência por meio de uma série temporal. Inúmeras amostras de areia foram coletadas, catalogadas e armazenadas em frascos de polietileno de alta densidade. As contagens radioativas, realizadas a partir de um contador Geiger-Müller, revelaram diferenças marcantes entre os três setores da praia e destacaram Camburi em relação as praias vizinhas. A separação magnética das areias expôs duas frações distintas em coloração e conteúdo radiométrico. A composição do conjunto de grãos foi analisada, então, com o uso da técnica de difração raios-X e dos recursos de microscopia eletrônica de varredura (MEV).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7426
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5333_Dissertação Final Etory.pdf8.64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.