Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7433
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGonçalves, Sergio Vitorino de Borba-
dc.date.accessioned2018-08-01T22:29:35Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T22:29:35Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7433-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accesseng
dc.titleFormação de estrutura em larga escala em regime não linearpor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc53-
dc.subject.br-rjbnCosmologiapor
dc.subject.br-rjbnGravitaçãopor
dc.subject.br-rjbnRelatividade geral (Física)por
dcterms.abstractA utilização de instrumentos ópticos de longo alcançe na observação do universo revela a existência de uma curiosa estrutura constituida por regiões aparentemente vazias, aglomerados e superaglomerados de galáxias. O processo de formação dessa enorme estrutura, conhecida como estrutura cosmológica em larga escala, constitui uma importante ferramenta de teste dos vários modelos cosmológicos existentes. Em geral empregamos o método perturbativo no estudo da formação dessas estruturas, no qual consideramos uma expansão da densidade de matéria em termos de uma pequena flutuação. O período evolutivo em que podemos considerar apenas até o termo linear dessa expansão é conhecido como evolução em regime linear. Devido à instabilidade gravitacional, essa pequena flutuação aumenta até um certo ponto em que a aproximação linear não é mais viável. Dizemos então que a evolução dessas estruturas encontra-se em um regime não linear. Neste trabalho faremos uma revisão detalhada de alguns métodos analíticos desenvolvidos para o estudo da evolução não linear das flutuações da densidade de matéria, obtendo os principais formalismos de cada método e expondo-os de forma intuitiva e gradual de forma que um leitor inexperiente no assunto consiga compreender e, possivelmente, utilizar este materialpor
dcterms.abstractThe use of long range optical instruments shows the existence of an amazing structure constituted of empty regions interspersed with galaxies, clusters and superclusters of galaxies. The formation process of this large scale structure is an important tool for testing many existing cosmological models. In general one applies the perturbative method to study this formation, considering an expansion of the matter density in terms of small fluctuations. The part of the evolution period in which we can consider only linear terms of the expansion is known as the linear evolution regime. Due to gravitational instability, the small fluctuations become stronger, until the linear approximation turns impracticable. Then we can say that the evolution is in a non linear regime. In the present work we make a detailed revision of the principal analytical method developed to the study of the non linear evolution of matter density fluctuations, obtaining the principal outcomes and exposing them in an intuitive and gradual manner such that even an unfamiliar reader in the subject will be able to understandeng
dcterms.creatorJusto, Igor Figueiredo-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2012-08-17-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Físicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqFísicapor
dc.publisher.courseMestrado em Físicapor
dc.contributor.refereeMakler, Martin-
dc.contributor.refereeWinfried Ernst Wilhelm Zimdahl-
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6064_.pdf952.71 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.