Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7448
Título: A Supercondutividade e o Formalismo de Nambu.
Autor(es): ELEUTERIO, F. H. S.
Orientador: BELICH JUNIOR, H.
Palavras-chave: Transição de fase
Supercondutores
Cerâmica Supercondutora
Data do documento: 26-Abr-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ELEUTERIO, F. H. S., A Supercondutividade e o Formalismo de Nambu.
Resumo: Neste trabalho foi realizado um estudo da transição de fase supercondutora, no qual delineia a termodinâmica envolvida numa descrição de campo médio (parâmetro de ordem). O modelo de Landau-Ginzburg, para descrever a termodinâmica envolvendo a transição de fase, utiliza um funcional dependente do parâmetro de ordem. A energia livre dada em função deste parâmetro, fornece os elementos essenciais para se extrair o comportamento da entropia, calor específico e o número de superelétrons. Contudo, este modelo não explica como o par de elétrons consegue superar a energia de repulsão Coulombiana e se estabilizar. Usando o formalismo de Nambu é possível expor como isto ocorre. Por outro lado, as cerâmicas supercondutoras (ex. Hg, Re- 1223, estudada no grupo de Física Aplica da UFES), são constituídas de grãos interpenetrantes que formam um conjunto de microjunções Josephson (os weak-links). Sendo assim podem-se usar os conceitos deste tipo de junção para apresentar os processos físicos microscópicos envolvidos nos supercondutores de altas temperaturas. Por fim na dissertação descreve-se a formação deste tipo de junção.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7448
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6465_Dissertação final Fernando Eleutério.pdf1.24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.