Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7495
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorORLANDO, M. T. D.
dc.date.accessioned2018-08-01T22:30:02Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T22:30:02Z-
dc.identifier.citationBOLZAN, M. S., Interferência quântica na corrente crítica macroscópica de cerâmicas policristalinas com uma intrínseca solução sólida de duas fases supercondutoras.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7495-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleInterferência quântica na corrente crítica macroscópica de cerâmicas policristalinas com uma intrínseca solução sólida de duas fases supercondutoras.por
dc.typedoctoralThesisen
dc.contributor.memberJ. A. Nogueira
dc.contributor.memberMARTINELLI, A. E.
dc.contributor.memberSILVA, E. G. M.
dcterms.abstractO espalhamento da corrente supercondutora na passagem entre grãos numa cerâmica policristalina tem sido estudado por vários pesquisadores, em especial nestes últimos 20 anos. Neste trabalho utilizamos o conhecimento da estrutura entre os grãos encontrada nas cerâmicas supercondutoras a base de mercúrio, cuidadosamente produzidas na UFES, associado a uma modelagem de interferência quântica macroscópica para descrever o comportamento da corrente crítica, quando a amostra é submetida à presença de campos magnéticos. Associando a energia de aprisionamento dos vórtices (pinning) a uma modelagem mais detalhada do contorno de grão conseguimos descrever teoricamente o comportamento observado da corrente crítica. O modelo proposto adiciona uma nova visão sobre a correlação entre a corrente crítica e a descrição do contorno de grão, evidenciando o papel de parâmetros importantes oriundos da distribuição de tamanhos de junções entre grãos e do potencial de aprisionamento de vórtices na descrição correta dos valores medidos da corrente crítica em função do campo aplicado. Portanto, concluímos neste trabalho a proposta de um modelo de junção S1S2𝐼𝑆2S1 associado a um modelagem estatística que descreve com boa qualidade de previsão o comportamento da corrente crítica em amostras cerâmicas policristalinas a base de mercúrio, quando a amostra é submetida a um campo magnético externo.por
dcterms.creatorBOLZAN, M. S.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2015-05-15
dcterms.subjectSupercondutividadepor
dcterms.subjectJosephsonpor
dcterms.subjectEfeitopor
dcterms.subjectAltas temperaturaspor
dcterms.subjectpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Físicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseDoutorado em Físicapor
dc.contributor.advisor-coPASSOS, C. A. C.
Aparece nas coleções:PPGFIS - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8945_Tese Final Marcio de Sousa Bolzan.pdf9.56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.