Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7573
Título: Biochars no desenvolvimento inicial e na nutrição mineral de Brachiaria brizantha
Autor(es): FONSECA, A. A.
Orientador: PASSOS, R. R.
Coorientador: ANDRADE, F. V.
Palavras-chave: Condicionador do solo
otimização da adubação
bioestimulante
Data do documento: 26-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FONSECA, A. A., Biochars no desenvolvimento inicial e na nutrição mineral de Brachiaria brizantha
Resumo: Os biochars são condicionadores orgânicos de solo que apresentam elevada porosidade, grande superfície específica e alta densidade de cargas. Seu uso na agricultura visa à redução da emissão de gases do efeito estufa, à melhoria dos atributos do solo, bem como à otimização da adubação mineral. Além de contribuir para a adição direta de nutrientes no solo, a grande densidade de cargas superficiais confere a este material o potencial de manter uma maior disponibilidade de água e nutrientes para as plantas. Contudo, apesar dos biochars partilharem de características comuns, a matéria-prima e a temperatura durante o processo de pirólise são fatores que exercem influências diretas em suas propriedades. Sendo assim, objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos da aplicação de diferentes doses de biochars de palha de café e de casca de eucalipto, produzidos sob diferentes temperaturas de pirólise (350 e 600 ºC), no desenvolvimento inicial e na nutrição mineral de Brachiaria brizantha. Para isso, foi desenvolvido um experimento em casa de vegetação, montado em delineamento em blocos casualizados, com 4 repetições, em um arranjo fatorial 2 x 2 x 5, sendo duas matérias-primas (palha de café e casca de eucalipto), duas temperaturas de pirólise (350 e 600 ºC) e cinco doses de biochar (0; 2,5; 5; 7,5 e 10 g dm-3). Os solos de todos os tratamentos tiveram seu pH padronizado em 6,1, e foram posteriormente submetidos à determinação da disponibilidade de cálcio, magnésio, fósforo e potássio. As unidades experimentais eram constituídas de três plantas de Brachiaria brizantha, sendo elas cultivadas por 120 dias e submetidas a três cortes da parte aérea (40, 80 e 120 dias após transplantio). O material vegetal coletado em cada corte foi submetido à análise química para a determinação dos teores foliares de cálcio, magnésio, fósforo e potássio, e dos acúmulos destes nutrientes, na Brachiaria brizantha. Após os 120 dias de cultivo, foram determinados os teores de nutrientes no solo. Os resultados experimentais mostraram que os biochars são condicionadores de solo eficientes para a otimização da adubação mineral em cultivo de Brachiaria brizantha, proporcionando um aumento da matéria seca produzida de até 23,4 e 7,5 %, pela aplicação de biochars de palha de café produzidos na temperatura de 350 e 600 ºC, respectivamente, e de até 5,8 e 4,1 %, quando aplicados biochars de casca de eucalipto produzidos a 350 e 600ºC, respectivamente. O acúmulo de nutrientes foi influenciado pela aplicação de biochars. Quando foram utilizados biochars produzidos a 350 ºC, as plantas acumularam mais potássio, fósforo, magnésio e cálcio do que o tratamento sem biochars.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7573
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11608_Aymbire Angeletti da Fonseca.PDF60 BAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.