Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7575
Título: Caracterização de genótipos de feijoeiro comum no Estado do Espírito Santo
Autor(es): Silva, Edson Fernando Braga da
Orientador: Ferreira, Marcia Flores da Silva
Coorientador: Carias, Cíntia Machado de Oliveira Moulin
Data do documento: 21-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, Edson Fernando Braga Caracterização de genótipos de feijoeiro comum no Estado do Espírito Santo. 2018. 67 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, 2018.
Resumo: Os feijões do tipo crioulo são os mais cultivados entre os pequenos produtores e merecem destaque por possuírem características genéticas que os tornem importantes para o melhoramento genético. O objetivo geral deste trabalho foi caracterizar feijões crioulos cultivados no Estado do Espírito Santo, com base em caracteres morfoagronômicos, bromatológicos, composição mineral e por marcadores moleculares, bem como compará-los à cultivares comerciais oriundos de diferentes programas de melhoramento no Brasil. Para isto, foram caracterizados vinte genótipos de feijões comum neste estudo, dos quais catorze cultivares comerciais e seis genótipos crioulo. Realizou-se a avaliação de dezesseis morfoagronômicos, dez de composição mineral do grão e seis bromatológicos de acordo com a lista de descritores mínimos para a cultura do feijão. O delineamento experimental utilizado foi de blocos casualizados, com três repetições. Foi realizado o teste de agrupamento de médias por Scott-Knott, em seguida análises de correlações pelo método de Sperman. Para os caracteres morfoagronômicos, bromatológicos e minenalógicos estudados, verificou-se que os genótipos crioulos apresentaram, de modo geral, médias iguais ou superiores aos genótipos comerciais. Quanto as hibridações promissoras verificou-se que os crioulos G17 e G19 apresentam caracteres desejáveis como precocidade ou biofortificação.
The beans of the Creole type are the most cultivated among the small producers and they deserve prominence for possessing genetic characteristics that make them important for the genetic improvement. The general objective of this work was to characterize Creole beans cultivated in the State of Espírito Santo, based on morphoagronomic, bromatological, mineral composition and molecular markers, as well as comparing them to commercial cultivars from different breeding programs in Brazil. Twenty common bean genotypes were characterized in this study, of which fourteen commercial cultivars and six Creole genotypes were characterized. Sixteen morphoagronomics, ten mineral composition of the grain and six bromatological ones were evaluated according to the list of minimum descriptors for bean culture. The experimental design was a randomized block design, with three replications. ScottKnott's clustering of means was performed, followed by analysis of correlations by the Sperman method. For the morphoagronomic, bromatological and minenallogic characters studied, it was verified that the Creole genotypes presented, in general, averages equal to or superior to the commercial genotypes. As for the promising hybridizations it has been found that the G17 and G19 creoles present desirable characteristics such as precocity or biofortification
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7575
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11610_Edson Fernando Braga da Silva.pdf954.12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.