Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7576
Título: Alterações na solução e atributos químicos do solo decorrentes da aplicação de água residuária da suinocultura
Autor(es): MELLERE, J. G. B.
Orientador: GARCIA, G. O.
Data do documento: 28-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MELLERE, J. G. B., Alterações na solução e atributos químicos do solo decorrentes da aplicação de água residuária da suinocultura
Resumo: A água residuária de suinocultura (ARS) tem por característica possuir alto potencial poluente, além de elevada carga de matéria orgânica e nutrientes, como macro e micronutrientes essenciais aos vegetais. De forma a minimizar ou eliminar eventuais impactos ambientais, uma das alternativas de manejo é a utilização da ARS em áreas agricultáveis. A utilização deste efluente no sistemas de produção agrícola pode proporcionar maximização da produtividade, reciclagem de nutrientes, além de alterações nas características químicas, físicas e biológicas do solo. Porém, dependendo da composição da ARS, a aplicação no solo poderá causar acúmulo de nutrientes, como potássio e sódio, podendo trazer mudanças nas características físicas e químicas do solo, influenciando direta ou indiretamente no desenvolvimento das culturas. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho, avaliar a aplicação de ARS no cultivo de Brachiaria brizantha cv. Marandu e os efeitos na solução do solo por meio de extrator de cápsula porosa e nos atributos químicos do solo, com destaque para o acúmulo de sódio e potássio no solo. A aplicação de ARS proporcionou a diminuição do pH (pH alcalino), da condutividade elétrica, da razão de adsorção de potássio (RAP) e dos teores de potássio e magnésio, além do aumentos dos teores de sódio e cálcio, e dos valores de razão de adsorção de sódio (RAS) da solução do solo. Para os atributos químicos do solo, quando comparado a testemunha com os demais tratamentos, as variáveis pH, P, Ca, Mg, matéria orgânica, CTC efetiva, soma de bases, relação Ca/Mg e razão de potássio trocável (RPT) não apresentaram diferença, por outro lado, as variáveis Na, K, RAS, RAP, porcentagem de sódio trocável (PST), porcentagem de potássio trocável (PPT) e razão de sódio trocável (RST) do solo apresentaram diferença significativa, com maiores valores para os tratamentos com doses mais elevadas de ARS. Para os atributos químicos do solo, quando comparado os tratamentos com aplicação somente de ARS, sem a testemunha, as variáveis pH, P, Ca, Mg, matéria orgânica, CTC efetiva, soma de bases e relação Ca/Mg não apresentam diferença significativa, porém as variáveis K, Na, RAS, RAP, PST, PPT, RST e RPT apresentaram interação dupla significativa, apresentando correlação linear positiva para as variáveis Na, RAS, PST, RST, K, RAP, e PPT com as doses aplicadas, com tendência de aumento dos valores com incremento das doses de ARS. Em relação aos estudo de regressão linear correlacionando a PST e RST em função da RAS e a correlação da PPT e RPT em função da RAP, observou-se aumento da PST e RST em função do incremento da RAS e, aumento da PPT e RPT em função do incremento da RAP para ambos os efluentes aplicados.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7576
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11611_Jose Guilherme Bergamim Mellere.PDF63 BAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.