Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7664
Título: ERGONOMIA E SEGURANÇA EM ATIVIDADES EXTRATIVISTAS NO ESTADO DO ACRE
Autor(es): P. N. Timoteo
Orientador: FIEDLER, N. C.
Palavras-chave: Ergonomia
ambiente de trabalho
segurança no trabalho
prod
Data do documento: 25-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: P. N. Timoteo, ERGONOMIA E SEGURANÇA EM ATIVIDADES EXTRATIVISTAS NO ESTADO DO ACRE
Resumo: A ergonomia é a ciência que estuda a adaptação do trabalho ao homem, tendo como objetivo a melhoria das condições de saúde, segurança e bem estar do trabalhador. Apesar de existirem diversos estudos de ergonomia em vários setores, ao que tange atividades extrativistas, ainda são poucas as informações obtidas. Esta pesquisa teve como objetivo analisar e compreender as condições de trabalho, saúde e segurança das atividades na coleta e transporte de castanha e açaí na Reserva Extrativista Cazumbá - Iracema no Estado do Acre, a fim de propor sugestões à referida categoria a partir da análise dos fatores ergonômicos. As variáveis analisadas foram os fatores humanos, ambientais (clima e iluminação), carga física, posturas adotadas e o manuseio de cargas. Foram avaliados ao total 40 trabalhadores. De acordo com os resultados, os trabalhadores tinham idade média de 35 anos, peso médio de 69 kg, baixo índice de analfabetismo (2,3%), de origem predominantemente rural (94,1%), tendo um consumo alto de bebidas alcoólicas (49%) e tabaco (15%). A maioria dos trabalhadores já tiveram acidentes em suas atividades. A exposição ao calor e a iluminância foram considerados elevados e inadequados entre os horários de 12 e 13:30 horas. A carga física foi considerada moderadamente pesada na maioria das operações, destacando-se o transporte de castanha e a coleta do açai, sendo considerados pesados. As posturas mais prejudiciais foram observadas na coleta do açaí e no transporte de castanha. O manuseio de cargas apresentou alto risco de lesão nas atividades de transporte de castanha. Para melhoria das condições de trabalho, saúde, bem estar e segurança, deve haver uma conscientização a fim de diminuir os vícios e fiscalização para que haja o uso devido dos equipamentos de proteção individual. Ainda assim, os trabalhadores devem ser treinados e conscientizados para utilizar medidas adequadas de controle onde os níveis de exposição a iluminância são elevados. Também necessita-se de adoção de tempo de repouso por hora efetiva de trabalho nas atividades de coleta do açaí e transporte de castanha. A fim de evitar danos a coluna do trabalhador, é necessário a adoção de pausas durante as atividades de coleta e transporte de ambas as cadeias analisadas. E com relação ao manuseio de cargas é necessária uma reorganização ergonômica a fim de reduzir o peso manuseado para execução da atividade de transporte de castanha. Palavra - chave: Processo Produtivo, Unidades de Conservação, Condições de Trabalho.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7664
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11164_Dissertação TIMÓTEO 2017-Final.pdf1.75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.