Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7715
Título: Composição química de extratos vegetais e sua eficácia no controle in vitro de parasitos adultos de Fasciola hepatica
Autor(es): Guedes, Roselena Abreu
Orientador: Severi, Juliana Aparecida
Coorientador: Martins, Isabella Vilhena Freire
Palavras-chave: Fasciolose
Fitoquímica
Plantas medicinais
Fasciolosis
Phytochemistry
Medicinal plants
Data do documento: 17-Fev-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A fasciolose é uma doença causada pelo parasito Fasciola hepatica, um platelminto da família Fasciolidae que acomete as vias biliares e o fígado de diversas espécies, sendo as mais comuns os ruminantes. O controle da fasciolose é difícil, já que a grande maioria dos medicamentos indicados para o tratamento da doença atingem somente o parasito na forma adulta. A procura por tratamentos alternativos com o uso de produtos naturais que possam ter uma ação eficiente tanto em ovos como em adultos têm sido alvo de estudos em regiões onde a doença é endêmica. Com isso o uso de plantas medicinais tem sido visto como uma ótima alternativa ao tratamento da fasciolose. O objetivo deste trabalho foi encontrar plantas com atividade fasciolicida que possam se tornar novas alternativas no tratamento de adultos desse parasito. Para avaliar a atividade dos extratos foram preparadas soluções nas concentrações de 0,1%, 0,25% e 0,5% de cada planta selecionada e estes foram aplicados em amostras de cinco parasitos em placa de petri com triplicata e observada a mortalidade dos mesmos no período de três, doze e quinze horas de avaliação. Para fitoquímica foram utilizados os testes descritos por Matos (2009) e Wagner (1984). A análise histológica foi realizada com a produção dos blocos de parafina com os cortes das amostras reservadas após o teste de atividade fasciolicida. Os cortes dos blocos foram feitos a 3µm, aplicados nas lâminas e estas foram coradas com hematoxilina e eosina. A análise estatística foi realizada por delineamento inteiramente casualizado (DIC), em esquema fatorial, sendo os fatores extratos, tempo e concentração a 5% de probabilidade pelo teste Newman-Keuls. Após realizadas as avaliações conclui-se que o melhor tempo de avaliação dos extratos foi com 12 horas, os extratos com melhor atividade foram as cascas de Stryphnodendron adstringens, as folhas de Psidium guajava, as folhas de Guapira graciliflora, as folhas de Guapira noxia, as folhas de Momordica charantia e as raízes de Harpagophytum procumbens na concentração 0,5%. Também foi nesta concentração que foram encontradas alterações histológicas como a ausência dos espinhos e deposição celular no tegumento do parasito. É provável que a atividade fasciolicida desses extratos possa ser oriundo de atividade de terpenos esteroidais, taninos ou compostos fenólicos.
Fasciolosis is a disease caused by the parasite Fasciola hepatica, a platelmint of the family Fasciolidae that affects the bile ducts and liver of several species, the most common being ruminants. The control of fasciolosis is difficult, since the great majority of the medicines indicated for the treatment of the disease reach only the parasite in the adult form. The search for alternative treatments with the use of natural products that can have an efficient action in both forms, eggs and adults, has been the target of studies in regions where the disease is endemic. Thereby the use of medicinal plants has been a great alternative to the treatment of fasciolosis. The objective of this work was to find plants with fasciolicidal activity that could become new alternatives in the treatment of adults of this parasite. To evaluate the activity of the extracts solutions were prepared at concentrations of 0,1%, 0,25% and 0,5% of each selected plant and these were applied in samples of 5 parasites in triplicate petri dish and observed the mortality of the same time in the period of 3, 12 and 15 hours of evaluation. For phytochemistry, the tests described by Matos (2009) and Wagner (1984) were used. The histological analysis was performed with the production of the paraffin blocks with the cuts of the reserved samples after the test of fasciolicidal activity. The blocks were cut at 3μm, applied to the slides, and stained with hematoxylin and eosin. Statistical analysis was performed using a completely randomized design (DIC), in a factorial scheme, with the extracts, time and concentration factors being 5% probability by the Newman-Keuls test. After performing the evaluations it was concluded that the best extracts activity time was 12 hours, the extracts with better activity were shells Stryphnodendron adstringens, the Psidium guajava leaves, Guapira graciliflora leaves, the Guapira noxia leaves, the Momordica charantia leaves and roots of Harpagophytum procumbens at 0,5% concentration. It was also in this concentration that histological alterations were found such as the absence of spines and cellular deposition in the parasite’s tegument. It is probable that the fasciolicidal activity of these extracts may be from the activity of steroidal terpenes, tannins or phenolic compounds.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7715
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10662_Roselena Abreu.pdf1.38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.