Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7739
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPORFIRIO, L.C.
dc.date.accessioned2018-08-01T22:56:48Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T22:56:48Z-
dc.identifier.citationVENIAL, H. J., Avaliação do perfil renal em ratos (Rattus norvegicus) tratados com glicocorticoidespor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7739-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleAvaliação do perfil renal em ratos (Rattus norvegicus) tratados com glicocorticoidespor
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberIGNACCHITI, M. D. C.
dc.contributor.memberAPTEKMANN, K. P.
dcterms.abstractOs glicocorticóides representam um grupo de fármacos utilizado para o tratamento de diversos sinais clínicos e enfermidades pela sua ação antiinflamatória e imunossupressora, e como parte do tratamento antineoplásico em protocolos quimioterápicos. Os glicocorticóides exógenos são divididos em três grupos, os de ação curta (hidrocortisona, cortisona, deflazacort) que suprimem o ACTH por até 12 horas, os de ação intermediária (triancinolona, prednisona, prednisolona, metilprednisolona) que suprimem o ACTH por até 36 horas, e os de ação prolongada (dexametasona, betametasona) que suprimem o ACTH por até 72 horas. O objetivo deste trabalho é identificar alterações hematológicas, bioquímicas séricas e urinárias e histopatológicas em ratos (Rattus norvegicus) linhagem Wistar, criados em Biotério, após a administração de glicocorticóides de curta, média e longa duração, em tratamento por via intramuscular, pelo período de sete dias. Para isso, foi utilizada amostra de 28 animais, Rattus norvegicus linhagem Wistar, fêmeas, com idade entre 5 e 6 meses, sem alterações clínicas ou laboratoriais, nos quais foram realizados exames hematológicos, bioquímicos e histopatológicos. Os animais foram divididos em 4 grupos de sete ratos, o grupo controle (G0), grupo 1 (G1), grupo 2 (G2) e grupo 3 (G3). Todos os animais do grupo G1 receberam 50mg/kg de succinato de hidrocortisona. Os animais do G2 receberam 2 mg/kg de metilprednisolona e os animais do G3 receberam 1 mg/kg de dexametasona, uma vez ao dia, por via intramuscular, durante 7 dias. O experimento foi dividido em dois momentos, sendo o momento inicial (M1) antes do uso dos fármacos e o momento 2 (M2) após o final de 7 dias. Para a avaliação clínico-laboratorial as amostras de sangue e urina dos animais foram coletadas em jejum de 24 horas, nos dois momentos M1 e M2 para exames hematológicos, bioquímicos e urinálise. As amostras foram levadas ao Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias do Hospital Veterinário da UFES para as análises laboratoriais. Portanto, concluise-se que o tratamento com glicocorticóides de curta, média e longa duração em doses imunossupressoras por 7 dias não desencadeia alterações significativas a nível renal.por
dcterms.creatorVENIAL, H. J.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2013-07-31
dcterms.subjectrinspor
dcterms.subjecthidrocortisonapor
dcterms.subjectmetilprednisolonapor
dcterms.subjectdexametasonapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Veterináriaspor
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6717_DISSERTAÇÃO HENRIQUE JORDEM VENIAL.pdf534.3 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.