Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7748
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorVARGAS JUNIOR, J. G.
dc.date.accessioned2018-08-01T22:56:49Z-
dc.date.available2018-08-01
dc.date.available2018-08-01T22:56:49Z-
dc.identifier.citationSOUZA, T. V. M., Níveis de arginina e lisina digestíveis em dietas para codornas japonesas em posturapor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7748-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleNíveis de arginina e lisina digestíveis em dietas para codornas japonesas em posturapor
dc.typemasterThesisen
dc.contributor.memberNUNES, L. C.
dcterms.abstractCom o objetivo de avaliar diferentes níveis de arginina e lisina digestível em dietas para codornas japonesas em postura, bem como analisar o efeito antagônico entre esses aminoácidos, foram utilizadas 880 codornas com peso médio inicial de 180g aos 140 dias de idade. Distribuídas nas unidades experimentais em delineamento inteiramente casualizado. O estudo contou com dois ensaios, no primeiro foram utilizados cinco níveis crescentes de arginina digestível (1,148; 1,256; 1,364; 1,472; 1,580%) sob um nível fixo de lisina digestível de 1,083%, correspondendo à relação arginina: lisina digestível de 1,06; 1,16; 1,26; 1,36 e 1,46, o segundo ensaio foi caracterizado por um esquema fatorial (3x2), composto por três níveis de lisina digestível (1,083; 1,183; 1,283%) e dois níveis de arginina digestível (1,472 e 1,580%). Portanto, o primeiro ensaio foi composto por cinco tratamentos e o segundo de seis, ambos com dez repetições cada. No primeiro ensaio não foi verificado efeito significativo (P>0,05) dos níveis de arginina e lisina digestível a exceção da variável ovos comercializáveis (OC), em que, foi verificado efeito linear decrescente (P=0,009) de acordo com a equação: Ŷ = -3,4444X + 103,1342, r²= 0,94, sendo o melhor nível de arginina observado o de 1,148%. No segundo ensaio nenhuma das características em análise foram afetadas (P>0,05) pelos níveis de lisina e arginina digestíveis em estudo. Concluiu-se que o nível de arginina digestível que proporciona os melhores índices produtivos é o de 1,148% e que a melhor relação de lisina e arginina digestível para os parâmetros analisados foi 1,36:1,00.por
dcterms.creatorSOUZA, T. V. M.
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2015-07-17
dcterms.subjectaminoácidospor
dcterms.subjectavespor
dcterms.subjectnutriçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Veterináriaspor
dc.contributor.advisor-coBARBOZA, W. A.
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7256_Thamírys Vianelli Maurício.pdf577.68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.