Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7756
Título: Cisticercose Bovina no Estado do Espírito Santo no Período de 2009 a 2012: Análise de Registros de Matadouros Frigoríficos
Autor(es): FALCONI, F. M. S. M.
Orientador: MARTINS, I. V. F.
Palavras-chave: Abate
bovinos
Cysticercus bovis
Data do documento: 22-Jan-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FALCONI, F. M. S. M., Cisticercose Bovina no Estado do Espírito Santo no Período de 2009 a 2012: Análise de Registros de Matadouros Frigoríficos
Resumo: A cisticercose bovina é uma das zoonoses mais encontradas na inspeção post mortem dos bovinos abatidos no Brasil, transmitida ao homem pela ingestão de carne crua ou mal cozida contendo cistos viáveis. O objetivo do presente trabalho foi realizar análise de registros de cisticercose bovina nos matadouros frigoríficos do Estado do Espírito Santo no período de 2009 a 2012. Os dados referentes às condenações de carcaça e órgãos foram obtidos a partir dos registros do órgão de serviço de inspeção federal (SIF) e estadual (SIE) do estado do ES. Foram abatidos um total de 1.340.751 bovinos no período estudado e uma prevalência média de 0,84%. Nos dados registrados no SIF a prevalência média foi de 0,87% e as regiões anatômicas acometidas foram coração, língua, cabeça e fígado, respectivamente. Nos dados do SIE, a prevalência foi de 0,83% e os órgãos mais acometidos foram coração, cabeça, fígado e língua, respectivamente. Em todos os anos o número total de cistos vivos foi maior do que o número de cistos calcificados. As perdas por cisticercose no período foram de R$ 9.092.834,97, para 1.518.256,8 Kg de carne condenada. Os casos de cisticercose aumentaram entre os anos de 2010, 2011 e 2012 (p<0,001), mostrando uma tendência crescente da enfermidade e houve diferença significativa entre as estações do ano (p=0,01), com a estação chuvosa apresentando um número maior de casos de cisticercose. Um questionário sobre diagnóstico para cisticercose foi oferecido aos executores de inspeção, em um dos matadouros no sul do estado, e constatou incapacidade de diferenciar cisticercose da hidatidose.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7756
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7420_FERNANDA MARIA DOS SANTOS20140319-135643.pdf746.75 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.