Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7761
Título: Caracterização do Imunofenótipo das Células Envolvidas no Processo Fibrótico de Fígados Bovinos Cronicamente Infectados Por Fasciola Hepatica
Autor(es): SOUSA, D. R.
Orientador: NUNES, L. C.
Palavras-chave: fasciolose
fibrogênese
imunoistoquímica
Data do documento: 21-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUSA, D. R., Caracterização do Imunofenótipo das Células Envolvidas no Processo Fibrótico de Fígados Bovinos Cronicamente Infectados Por Fasciola Hepatica
Resumo: A fasciolose é uma doença causada por um trematódeo Fasciola sp. que pode ocasionar fibrose hepática severa. Objetivou-se caracterizar o imunofenótipo das células envolvidas na fibrogênese hepática de bovinos com esta enfermidade. Para isto, 74 fígados bovinos condenados por fasciolose foram coletados para processamento histológico e imunoistoquímico com os anticorpos anti-&#945;-SMA, anti-elastina e anti-ER-TR7. Foi feita a classificação do grau de fibrose seguida pela identificação e quantificação de cada tipo celular no parênquima e nos espaços porta (EP). A análise estatística foi realizada pelo método descritivo e pelo teste de correlação de Spearman. No lobo hepático direito 90,5% (67/74) dos fígados foram classificados como fibrose de grau 1; 8,1% (6/74) como fibrose de grau 2 e 1,4% (01/74) como fibrose de grau 3. No lobo hepático esquerdo, 55,4% (41/74) dos fígados foram classificados como grau 1; 28,4% (21/74) como grau 2 e 16,2% (12/74) como grau 3. Houve associação positiva e significativa (&#961;=0,41; p<0,0001) entre o grau de fibrose e o lobo hepático, revelando mais fibrose no lobo esquerdo. Observaram-se as células estreladas hepáticas (CEH) distribuídas no parênquima e miofibroblastos (MF) nos EP. Não foram encontrados fibroblastos. A média de CEH foi de 23,9 e houve correlação significativa entre os graus de fibrose (&#961;=-0,44, p<0,0001) e a quantidade de CEH (&#961;=-0,61, p<0,0001) nos lobos hepáticos, direito e esquerdo. Os miofibroblastos (MF) foram encontrados em torno das estruturas portais, vênula, arteríola e ducto biliar e houve correlação positiva e significativa do número de camadas em volta de cada estrutura do EP com o grau de fibrose (&#961;=0,19, p<0,0001), embora, não tenha sido observada influência de qualquer estrutura do EP, em particular, sobre o grau de fibrose hepática (p>0,05). Conclui-se que as células CEH e os MF participam da fibrogênese de fígados bovinos com fasciolose crônica.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7761
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7521_Dyeime Ribeiro de Souza20150312-73655.pdf2.69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.