Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7765
Título: Níveis Proteicos nos Índices Produtivos e Reprodutivos do Acará Bandeira (pterophyllum Scalare)
Autor(es): MARTIELO, M. D.
Orientador: SIQUEIRA, J. B.
Coorientador: MENDONCA, P. P.
Palavras-chave: peixe ornamental
ovos
larvas
Data do documento: 26-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MARTIELO, M. D., Níveis Proteicos nos Índices Produtivos e Reprodutivos do Acará Bandeira (pterophyllum Scalare)
Resumo: O acará bandeira, Pterophyllum scalare, é um peixe amazônico de grande demanda no mercado e facilidade na produção, porém poucos são os estudos nutricionais para matrizes desta espécie. O objetivo do projeto foi avaliar o fornecimento de rações, com diferentes níveis proteicos, para avaliar a influência nos índices produtivos e reprodutivos do acará bandeira em laboratório. O experimento foi realizado no Instituto Federal do Espírito Santo no período de 12 de Janeiro a 18 de junho de 2013. O delineamento usado foi em blocos casualizados, com cinco tratamentos (22,5; 24,5; 26,5; 28,5; 30,5% de proteína bruta) e cinco blocos realizados no tempo. Foram utilizados 25 casais (peso médio das fêmeas: 8,78±1,74g; peso médio dos machos: 11,10±2,62) com duração de 60 dias de alimentação cada bloco. Foram analisados parâmetros reprodutivos; parâmetros produtivos com desempenho; e parâmetros histológicos das vilosidades intestinais. Os dados foram analiados pela sua normalidade pelo teste de Shapiro-wilkis e posteriormente foi realizada a ANOVA geral seguido pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade, utilizando o programa SAEG 9.0. Foram observadas diferenças estatísticas para a produção total de ovos, número de desovas, ganho de peso das matrizes e altura das vilosidades intestinais. O número de ovos por desova, parâmetros sobra ovos e larvas, e medição dos órgãos internos não apresentaram diferença entre os tratamentos. Os níveis mais altos apresentaram melhor produtividade, sendo o de 30,5% de proteína bruta o mais indicado para nutrição de matrizes de acará bandeira em reprodução.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7765
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7582_MARCELO DÁROS MATIELO20140327-133256.pdf802.08 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.