Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7767
Título: Níveis Nutricionais de Triptofano Digestível e Energia Metabolizável para Codornas Japonesas em Postura
Autor(es): MARIN, J. F. V.
Orientador: VARGAS JUNIOR, J. G.
Palavras-chave: aminoácido aromático
desempenho
peso de órgãos
Data do documento: 26-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MARIN, J. F. V., Níveis Nutricionais de Triptofano Digestível e Energia Metabolizável para Codornas Japonesas em Postura
Resumo: O fornecimento de dietas com níveis adequados de nutrientes para aves poedeiras éessencial no desenvolvimento produtivo da ave e qualidade dos ovos. Com o objetivo de avaliar níveis nutricionais de triptofano digestível e de energia metabolizável e sua relação sobre o desempenho produtivo e características morfofisiológicas de codornas japonesas em fase de produção de ovos, foram conduzidos dois experimentos com duração de 84 dias. Foram utilizadas aves fêmeas com peso inicial de 171,80±3,58g, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado. No primeiro experimento, foram utilizadas 810 aves, em esquema fatorial 5x2 sendo 5 níveis de triptofano digestível (1,770; 2,270; 2,770; 3,270 e 3,770 g/Kg) e 2 níveis de energia metabolizável (2800 e 2900 Kcal/Kg de ração), totalizando 10 tratamentos, com nove repetições e nove aves/UE. Asvariáveis analisadas foram consumo de ração (g), taxa de postura (%), peso médio dos ovos (g), massa de ovo (g/ave/dia), conversão alimentar (g/g e Kg/dz), peso absoluto (g) e relativo (%) de albúmen, gema e casca, e unidade Haugh. No segundo experimento, foram utilizadas 486 aves, em esquema fatorial 3x2 sendo 3 níveis de triptofano digestível (1,770; 2,770 e 3,770 g/Kg) e 2 níveis de energia metabolizável (2800 e 2900 Kcal/Kg de ração), totalizando 6 tratamentos, com nove repetições e nove aves/UE. As variáveis analisadas foram altura de vilosidades (μ) e altura do epitélio intestinal das vilosidades (μ) do duodeno, peso fígado (g), pâncreas (g) e coração (g) e relação (%) peso de fígado:peso vivo da ave, peso de pâncreas:peso vivo da ave e peso do coração:peso vivo da ave, heterofilo (%),linfócito (%), relação heterofilo:linfócito, eosinófilo (%), basófilo (%) e monócito (%). Não foram observados efeitos significativos para as variáveis de desempenho e qualidade de ovos com os níveis de triptofano digestível e energia metabolizável estudados, exceto para o peso relativo de casca. Foi observada redução linear do peso relativo de casca (PRCAS) dos ovos produzidos por codornas alimentadas com dietas contendo diferentes níveis de triptofano digestível e 2800 Kcal de EM/Kg de 8 ração. Ocorreu interação entre os fatores triptofano digestível e energia metabolizável sobre a altura de vilosidades (ALTVILO) e altura de epitélio intestinal (ALTEPIN) do duodeno. O FIG e o FIG:PVA alteraram significativamente com os níveis de triptofano digestível estudados. Não foram observados efeitos significativos para PAN, PAN:PVA, COR, COR:PVA e para os parâmetros hematológicos. Com os dados obtidos, concluiu-se que para codornas japonesas em postura a necessidade de triptofano digestível é de 1,770 g/Kg em rações contendo 2800 e 2900 Kcal de EM/Kg de ração, correspondendo respectivamente ao consumo diário de 44,05 e 42,18 mg/ave para maximizar a produção de ovos. A utilização do nível de 1,770 g/Kg de triptofano digestível em dietas contendo 2900 Kcal/Kg de energia metabolizável pode ser utilizada para obter melhor altura de vilosidade do duodeno, melhor peso de órgão, sem alterar os parâmetros hematológicos, em codornas japonesas em fase de postura.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7767
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7584_JÚLIO FRANCISCO VALIATI MARIN. Travada.pdf1.16 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.