Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7795
Título: Tipos de Processamento da Dieta Pré-inicial e seus Efeitos Sobre o Desenvolvimento Produtivo e Saúde intestinal de Frangos de Corte
Autor(es): PINTO, C. A.
Orientador: ZANINI, S. F.
Coorientador: FANTUZZI, E.
Palavras-chave: Frangos
Intestino
Peletização
Processamento
Ração
Data do documento: 5-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: PINTO, C. A., Tipos de Processamento da Dieta Pré-inicial e seus Efeitos Sobre o Desenvolvimento Produtivo e Saúde intestinal de Frangos de Corte
Resumo: Objetivou-se avaliar o impacto do tipo de processamento da dieta pré-inicial, sobre o desempenho produtivo e saúde intestinal de frangos de corte. O trabalho foi realizado no período de 08/05/2016 a 30/07/2016. Foram utilizados 18 galpões de produção de frangos de corte com média de 30.000 aves por galpão, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado em grupos de dois tratamentos (forma física da ração) e nove repetições (galpão), sendo A grupo teste (ração pré-inicial peletizada); B grupo controle (ração pré-inicial farelada). Foram realizadas pesagens das aves, nos dias0, 04, 07, 14, 21, 28, 35, 42 e 49 dias na proporção de 2% do total alojado. Foram avaliados os parâmetros de desempenho animal como Conversão Alimentar (CA), Peso Final (PF), Índice de Eficiência Produtiva (IEP), Ganho de Peso Diário (GPD), Mortalidade e Viabilidade. Também foi avaliada a qualidade intestinal das aves, no qual, foram utilizadas 90 aves submetidas à necropsia aos 28 dias. Os parâmetros analisados para avaliação da saúde intestinal foram, á presença de erosão de moela, presença de descamação celular, excesso de muco, intestino espesso, intestino fino, tônus intestinal alterado e passagem de alimento. O grupo teste apresentou resultados superiores comparado ao grupo controle para as variáveis GPD, IEP, PF, mortalidade (P<0,05). Em todos os períodos avaliados, as aves que receberam dieta pré-inicial peletizada apresentaram maior ganho de peso diário,do que aquelas alimentadas com ração farelada no período pré-inicial (P<0,05). Não foi verificado efeito da forma física da ração pré-inicial sobre a saúde intestinal (P>0,05). Concluiu-se que o uso de dieta peletizada na fase pré- inicial resultou em um melhor desempenho produtivo em todo período de criação, mas não interferiu na saúde intestinal das aves.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7795
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9258_Camila Alves Pinto.pdf1.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.