Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7798
Título: Caracterização química e atividade anti-helmíntica in vitro do citral e dos óleos essenciais de Cymbopogon citratus e Cymbopogon wynterianus sobre adultos de Fasciola hepatica.
Autor(es): NOVAES, M. T.
Orientador: QUEIROZ, V. T.
Palavras-chave: Fasciolose
Produtos naturais
Trematoda
Data do documento: 31-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NOVAES, M. T., Caracterização química e atividade anti-helmíntica in vitro do citral e dos óleos essenciais de Cymbopogon citratus e Cymbopogon wynterianus sobre adultos de Fasciola hepatica.
Resumo: O parasito Fasciola hepatica é um trematódeo que acomete o fígado de bovinos, ovinos, animais silvestres e humanos. É responsável por grandes perdas econômicas em diversos países. A resistência em F. hepatica, principalmente ao triclabendazol, tem estimulado a busca de produtos alternativos para a fasciolose. Diante disto, objetivou-se com este estudo avaliar a atividade do óleo essencial (OE) de Cymbopogon citratus (capimlimão) e de seus componentes majoritários citral (neral + geranial) bem como do OE de Cymbopogon wynterianus (citronela) nas concentrações 0,025%, 0,05% e 0,1% (m v-1) sobre parasitos adultos de F. hepatica. Os OEs foram extraídos utilizando um aparelho do tipo Clevenger e o citral foi obtido comercialmente e estes foram caracterizados por cromatografia gasosa (CGDIC e CG-EM). Foram utilizados oito adultos de F. hepatica para cada grupo em placas de Petri individuais e estas foram analisadas após três, doze e quinze horas, sendo utilizado um exemplar de F. hepatica de cada grupo para a análise histológica. Para a análise dos dados, foi utilizado a tabela de contingência para o teste do qui-quadrado. Após 15h de análise, observou-se que o OE de C. citratus e o citral inibiram a motilidade da F. hepatica em todas as concentrações testadas e o OE de C. wynterianus apenas nas concentrações de 0,05 e 0,1% (m v-1 ). Nos OEs e no citral houve a perda de espinhos e de uma das camadas do tegumento, com exceção do citral na concentração de 0,025% (m v-1) onde os espinhos e os tegumentos continuaram presentes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7798
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9270_Marcelle Temporim Novais.pdf780.09 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.