Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7799
Título: VALOR Nutritivo de Populações Melhoradas de Brachiaria Ruziziensis
Autor(es): MARCELINO, L. L.
Orientador: MOREIRA, G. R.
Palavras-chave: Brachiaria spp
forragem
melhoramento vegetal
Data do documento: 16-Fev-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MARCELINO, L. L., VALOR Nutritivo de Populações Melhoradas de Brachiaria Ruziziensis
Resumo: A demanda pela produção de sementes no Brasil vem aumentando desde a década de 80 em função do aumento das áreas de pastagens cultivadas por sementes ao invés da propagação vegetativa como ocorria até a década de 70. Em especial, a demanda por sementes de B. ruziziensis que são uma boa opção na integração entre agricultura, pecuária e floresta. Das espécies cultivadas no Brasil a Brachiaria ruziziensis é a única sexual e diploide o que possibilita a geração de variabilidade para seleção dos melhores genótipos. O objetivo com esta pesquisa foi selecionar quais populações melhoradas de B. ruziziensis originadas de um ciclo de seleção recorrente obtiveram melhor valor nutricional para serem recombinadas e se obter novas populações para avaliações posteriores.Foram avaliadas dez populações melhoradas e duas testemunhas (B. ruziziensis cv. Kennedye B. brizantha cv. Marandu) em experimentos conduzidos no delineamento em blocos ao acaso com três repetições, em cinco cortes realizados em 14/01, 19/02, 05/05, 09/07 e 08/10, todos no ano de 2014, sendo que o primeiro corte foi realizado após 41 dias do corte de uniformização. Em cada corte foram coletadas amostras para a obtenção das porcentagens de proteína bruta, digestibilidade in vitro da matéria seca, fibra em detergente ácido, fibra em detergente neutro, lignina e cinzas. Os dados foram submetidos à análise de variância conjunta no esquema de parcela subdividida no qual o fator primário foram as populações e o secundário os cortes. Para a comparação das médias utilizou-se o teste de Tukey a 5% de significância e, a partir das análises conjuntas, foram estimadas as correlações de Pearson entre as variáveis. De modo geral, as populações melhoradas apresentaram melhor desempenho que a cultivar Marandu e desempenho semelhante a cultivar Kennedy. As populações melhoradas III, IV, V, VI e IX foram selecionadas para novas recombinações e avaliações pelos melhores teores de PB, FDA e FDN tanto no período das águas como no período das secas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7799
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9293_Luciana Linhares Marcelino.pdf555.3 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.