Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7809
Título: Avaliação in vitro da sensibilidade do microbioma oral de cães labradores retrievers frente a extratos vegetais
Autor(es): Thays de Carvalho Amorim Bolzan
Orientador: Zanini, Marcos Santos
Coorientador: Severi, Juliana Aparecida
Palavras-chave: Fitoquímica
Periodontite
Plantas medicinais
Phytochemical
Periodontitis
Data do documento: 28-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antimicrobiana in vitro dos extratos das espécies: Anacardium ocidentalis; Harpagophytum procumbens; Momordica charantia L.; Punica granatum; Psidium guajava L.; Stryphnodendron adstringens e Uncaria tomentosa, frente ao microbioma oral de 12 cães Labradores retriviers. Para isso, utilizaram-se extratos polares das amostras vegetais. Realizouse a análise fitoquímica qualitativa e quantitativa para determinação das principais classes de metabólitos presentes. Em seguida, determinou-se a concentração inibitória mínima dos extratos pelo método de difusão em disco em Brain Heart Infusion Agar, a partir de soluções das amostras vegetais nas concentrações de 250 mg/mL, 125 mg/mL, 62,5 mg/mL, 31,25 mg/mL, 5 mg/mL, aplicadas sobre discos de papel filtro. A seguir, os discos foram transferidos para placas de petri, com meio de cultura agar BHI semeadas com saliva dos 12 cães, contendo microbioma oral dos mesmos. Após 12 horas de incubação a 370C foram avaliados os halos de inibição resultante da ação dos extratos sobre o microbioma e comparados com os halos de inibição de disco de clorexidina 0,12% como controle. Para interpretação dos dados foi empregada a análise de variância seguida do teste de Tukey com nível de significância de 5%. O extrato de Punica granatum demonstrou maior halo de inibição nas concentrações 250 mg/mL e 125 mg/mL, enquanto a Psidium guajava apresentou maior halo de inibição na concentração de 250 mg/mL. Os extratos de Anacardium ocidentalis, Uncaria tomentosa, Stryphnodendron adstringens, Momordica charantia L, tiveram halos semelhantes aos halos do controle clorexidina 0.12%. Pode-se relacionar que a atividade antimicrobiana dos referidos extratos esteja associada à presença de compostos fenólicos, taninos condensados e flavonóides, cujas presenças foram confirmadas nos ensaios fitoquímicos. Os resultados obtidos demonstraram que o microbioma oral dos 12 cães, foram mais sensíveis aos extratos de Punica granatum e Psidium guajava 125mg/mL e 250 mg/mL, quando comparados ao controle clorexidina a 0,12%, reforçando a importância das plantas medicinais como recurso terapêutico e sua maplicabilidade na odontologia veterinária.
The aim of this research was to evaluate the antimicrobial activity in vitro ofspecies extracts on oral microbioma from 12 Labrador retriviers. The plants species are: Anacardium ocidentalis; Harpagophytum procumbens; Momordica charantia L.; Punica granatum; Psidium guajava L.; Stryphnodendron adstringens and Uncaria tomentose. Polar extracts from plant samples was used in this research. The qualitative and quantitative phytochemical assay was performed to classify the main metabolites classes existent. Then was settled the minimal inhibitory concentration of extracts by diffusion test using disco in Brain Heart Infusion Agar. Plants samples concentration used in this test was 250 mg/mL, 125 mg/mL, 62,5 mg/mL, 31,25 mg/mL, 5 mg/mL put on filter paper discos. Next, these discos were transfer to petri dishes with BHI Agar strewed together with saliva content oral microbioma from twelve dogs. After 12 hours of incubation in 32oC was analysed the results of inhibition halo from extract action on microbiome compared to inhibition halos of 0,12% chlorhexidine discos as a control. Variance analyses and Turkey’s test were employed to data interpretation with 5% significance. Punica granatum extract shows a large inhibition halo in concentrations of 250 mg/mL and 125 mg/mL where as, Psidium guajava had a large inhibition halo in concentrations of 250 mg/mL. Extracts from Anacardium ocidentalis, Uncaria tomentosa, Stryphnodendron adstringens, Momordica charantia L., had halos same as 0,12% chlorhexidine control. Under these circumstances, perhaps the antibacterial activity of extractsis associated with the presence of phenolic compounds, condensed tannin and flavonoids as show in phytochemical assay. In conclusion, the results show that oral microbioma from 12 dogs was more sensitivity using Punica granatum and Psidium guajava extacts, in concentrations of 125 mg/mL and 250 mg/mL, camapred to 0,12% chlorhexidine control. For these reasons, is possible see the importance of medicinal plants as a therapeutic resource and an applicability in veterinary odontology.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7809
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9925_THAYS DE CARVALHO AMORIM BOLZAN.pdf1.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.