Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7873
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBortoli, Valquíria Camin de-
dc.date.accessioned2018-08-01T22:57:55Z-
dc.date.available2018-08-01T22:57:55Z-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Mayana Cardoso. Efeitos de inibidores da DNA metiltransferase na modulação de comportamentos aversivos relacionados à ansiedade. 2017. 78 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Farmacologia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7873-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleEfeitos de inibidores da DNA metiltransferase na modulação de comportamentos aversivos relacionados à ansiedadepor
dc.typeMasterThesiseng
dc.subject.udc61-
dc.subject.br-rjbnDNApor
dc.subject.br-rjbnTranstornos da ansiedadepor
dc.subject.br-rjbnPânicopor
dc.subject.br-rjbnModelos animais em pesquisapor
dcterms.abstractOs transtornos de ansiedade como o transtorno de ansiedade generalizada (TAG) e o transtorno de pânico (TP) causam impactos significativos na vida dos pacientes por eles afetados. O tratamento farmacológico do TAG e do TP apresenta problemas de eficácia e segurança. Neste sentido, novos alvos farmacológicos têm sido estudados com o objetivo de desenvolver opções mais eficazes de tratamento. A patogênese dos transtornos de ansiedade é de natureza complexa e apresenta interação com fatores ambientais e biológicos, particularmente genéticos. Recentemente, foi mostrado que processos epigenéticos podem influenciar a regulação gênica e mediar a adaptação a fatores ambientais nos transtornos mentais, caracterizado por um fenótipo hereditário estável resultante de alterações no cromossomo sem alterações na sequência do DNA. As modificações epigenéticas incluem mudanças no DNA, como a metilação, que consiste na adição de um radical metil (CH3), catalisada por enzimas DNA metiltransferases (DNMTs). Assim, no presente estudo testou-se a hipótese de que o tratamento agudo sistêmico com inibidores da enzima DNA metiltransferase, 5-Aza D e RG 108 nas doses de 0,2 e 0,4 mg/kg, teria efeito do tipo ansiolítico e/ou panicolítico em animais submetidos ao modelo do labirinto em T elevado (LTE) e efeito do tipo ansiolítico no modelo de transição claro-escuro. Nossos resultados mostram que o 5-Aza D na menor dose testada, reduziu a latência da esquiva 1 (E1) no LTE, assim como aumentou o tempo de permanência (%) no compartimento claro e o número de transições no modelo de transição claro-escuro nas duas doses testadas comparadas ao grupo controle, sugerindo efeito do tipo ansiolítico dessa droga. O RG 108 não apresentou efeito estatisticamente significante no LTE, porém aumentou o tempo de permanência (%) no compartimento claro nas duas doses utilizadas e o número de transições entre os compartimentos claro e escuro na dose de 0,4 mg/kg no modelo de transição claro-escuro, sugerindo efeito do tipo ansiolítico dessa droga nesse modelo. Assim, os resultados do presente estudo sugerem uma possível ação terapêutica dos inibidores de DNA metiltransferase em transtornos de ansiedade. Palavras-chave: metilação do DNA, ansiedade generalizada, pânico, labirinto em T elevado, teste de transição claro-escuro, inibidores da DNA metiltransferase.por
dcterms.abstractAnxiety disorders such as generalized anxiety disorder (GAD) and panic disorder (PT), cause significant impacts on the lives of patients affected by them. Pharmacological treatment of GAD and PT presents problems of efficacy and safety. In this sense, new pharmacological targets have been studied in order to develop more effective treatment options. The pathogenesis of anxiety disorders is complex in nature and interacts with environmental and biological factors, particularly genetic factors. Recently, it has been shown that epigenetic processes can influence gene regulation and mediate adaptation to environmental factors in mental disorders, characterized by a stable hereditary phenotype resulting from changes in the chromosome without changes in the DNA sequence. Epigenetic modifications include changes in DNA, such as methylation, which consists of the addition of a methyl (CH3) catalyzed enzyme by DNA methyltransferases (DNMTs).eng
dcterms.creatorOliveira, Mayana Cardoso de-
dcterms.formatapplication/pdfpor
dcterms.issued2017-12-15-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqFarmacologia Bioquímica e Molecularpor
dc.publisher.courseMestrado em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.contributor.refereeRodrigues, Lívia Carla de Melo-
dc.contributor.refereeBem, Daniela Amorim Melgaço Guimarães do-
dc.contributor.advisor-coHarres, Vanessa Beijamini-
Aparece nas coleções:PPGBF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10930_033 - Dissertação Final - Mayana Cardoso de Oliveira.pdf1.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.