Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7903
Título: Efeitos comportamentais e neurotóxicos da inalação direta de crack em ratos
Autor(es): Lipaus, Ingryd Fortes Souza
Orientador: Rodrigues, Lívia Carla de Melo
Coorientador: Nakamura-Palacios, Ester Miyuki
Data do documento: 19-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LIPAUS, Ingryd Fortes Souza. Efeitos comportamentais e neurotóxicos da inalação direta de crack em ratos. 2017. 78 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.
Resumo: A cocaína é um alcaloide com propriedades psicoestimulantes presentes na planta Erythroxylum coca. Uma de suas principais formas de consumo é em sua apresentação com base alcalina e altamente tóxica, o crack. De fato, é uma droga bastante potente, com uma euforia que ocorre poucos segundos após sua inalação, e tornou-se um importante problema de saúde pública. Seu consumo tem sido associado a descontrole na tomada de decisões, violência e problemas psiquiátricos. O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos da inalação direta de crack sobre a memória operacional espacial e parâmetros de estresse oxidativo. Para tanto, ratos Wistar machos, previamente treinados no labirinto radial de oito braços (LR-8) foram submetidos a cinco sessões diárias de 3 g de crack (CK) ou inalação simulada (sham) e avaliados em testes com retardo de 1 h no LR-8. Ao final do protocolo comportamental os animais foram eutanasiados, seu córtex pré-frontal, hipocampo e estriado foram removidos para a análise de parâmetros de estresse oxidativo através da avaliação da peroxidação lipídica (TBA-RS), produtos avançados de oxidação proteica (AOPP) e atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT) e glutationa peroxidase (GPx). Animais que foram submetidos à inalação direta de crack apresentaram maior número de erros em tarefa com retardo de 1 h no LR-8 quando comparado ao grupo sham (p < 0,01). Animais do grupo CK também apresentaram uma redução significativa (p < 0,05) na peroxidação lipídica, no hipocampo, aumento (p < 0,05) na atividade da SOD e aumento (p < 0,001) nos níveis de AOPP comparados ao grupo sham, no estriado. As principais conclusões deste estudo apontam que a inalação direta de crack por cinco dias causa prejuízos de memória operacional espacial de duração prolongada e altera parâmetros de estresse oxidativo em regiões envolvidas no circuito de gratificação cerebral.
Cocaine is an alkaloid psychostimulant found in the Erythroxylon Coca plant. Nowadays, one of its main consumption form is the alkaline base, crack-cocaine, which is highly toxic. It is a very potent drug, with euphoric effect occurring within seconds of its inhalation, and has become a serious public health problem in our country. Its consumption has been associated with uncontrolled decision making, with violence and psychiatric outbursts by consequences. This study examined the effects of the direct crack-cocaine inhalation on spatial working memory and oxidative stress parameters in rats. Thus, male Wistar rats previously trained in the 8- arm radial maze (8-RM) delayed procedure were randomically distributed to receive five daily sessions of 3 g of crack-cocaine (CK group) or inhaling simulation (sham group) and were evaluated in 1-h delayed task in the 8-RM 24 hours after the last inhalation. After further 24-h from the behavioral protocol the animals were euthanized and had their prefrontal cortex, hippocampus and striatum removed for the analysis of oxidative stress parameters through the evaluation of lipid peroxidation (TBA-RS), advanced oxidation protein products (AOPP) and activity of antioxidant enzymes superoxide dismutase (SOD), catalase (CAT) and glutathione peroxidase (GPx). Animals from CK group presented increased number of errors in 1-h delayed tasks in 8-RM when compared to sham group (p < 0.01). These animals (CK group) also showed a significant (p < 0.05) decrease in lipid peroxidation in the hippocampus, increased (p < 0.05) in activity of SOD and increased (p < 0.001) levels of AOPP in the striatum compared to the sham group. These results showed that the direct crack-cocaine inhalation for five days impaired long-termed spatial working memory and changed parameters of oxidative stress in hippocampus and striatum, which are regions involved in the cerebral rewarding system.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7903
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11282_Dissertação Ingryd Fortes Souza Lipaus.pdf1.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.