Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7912
Título: O obesogênico tributilestanho induz adipogênese anormal nos ovários de ratas adultas
Autor(es): Araújo, Julia Fernandez Puñal de
Orientador: Graceli, Jones Bernardes
Coorientador: Lima, Leandro Ceotto Freitas
Data do documento: 27-Abr-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ARAÚJO, Julia Fernandez Puñal de. O obesogênico tributilestanho induz adipogênese anormal nos ovários de ratas adultas. 2018. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.
Resumo: O Tributilestanho (TBT) é um obesogênico associado a várias disfunções metabólicas e reprodutivas, depois da exposição in útero. No entanto, poucos estudos avaliaram o efeito obesogênico do TBT em ovários adultos. Nesse trabalho, avaliamos os efeitos desse poluente no trato reprodutivo de ratas adultas, bem como seu efeito obesogênico nesses órgãos. Para isso, o TBT foi administrado, por 30 dias, em ratas Wistar com 12 semanas de idade e com ciclo estral normal. Durante o tratamento, esse ciclo foi acompanhado e observamos alterações nas fases e comprimento. Avaliamos, também, os parâmetros biométricos e a morfofisiologia do sistema reprodutivo, com foco em ovário e útero. Foram feitas dosagens dos hormônios sexuais (LH, FSH, progesterona, estrogênio e testosterona), constatando que seus níveis estavam alterados. Além disso, foi observado que a via esteroidogênica estava alterada nos animais tratados. Avaliamos ainda a expressão de proteínas e de mRNA de fatores que regulam a adipogênese. Esses animais demonstraram adipogênese ovariana anormal com níveis aumentados de colesterol, aumento no acúmulo de lipídeos e aumento na expressão de PPARγ, C/EBP-β e Lipina-1. Observou-se uma correlação negativa entre a expressão de PPARγ do ovário e a expressão da aromatase nas ratas TBT. Além disso, a exposição ao TBT resultou em atrofia, inflamação, estresse oxidativo e fibrose no trato reprodutivo. As disfunções do ovário também ocorreram juntamente com as irregularidades uterinas e os marcadores adipogênicos anormais do ovário dos animais TBT podem estar associados a essas irregularidades uterinas, visto que foi observada uma correlação positiva entre os níveis de colesterol no ovário e a inflamação uterina nesses animais. Esses achados sugerem que TBT leva a efeitos obesogênicos ovarianos diretamente por adipogênese anormal e/ou indiretamente por meio de irregularidades no trato reprodutivo.
Tributyltin (TBT) is an obesogen associated with various metabolic and reproductive dysfunctions after in utero exposure. However, few studies have evaluated the obesogenic effect of TBT on adult ovaries. In this work, we evaluated the effects of this pollutant on the reproductive tract of adult female rats, as well as the obesogenic effect on these organs. For this, TBT was administered for 30 days in Wistar female rats at 12 weeks of age and with normal estrous cycle. During treatment, this cycle was followed, and we observed changes in phases and length. We also evaluated the biometric parameters and the morphology of the reproductive system, focusing on ovary and uterus. Were made dosages of sex hormones (LH, FSH, progesterone, estrogen and testosterone), noting that their levels were altered. In addition, it was observed that the steroidogenic pathway was altered in treated animals. We also evaluated the expression of proteins and mRNA of factors that regulate adipogenesis. These animals demonstrated abnormal ovarian adipogenesis with increased cholesterol levels, increased lipid accumulation and increased expression of PPARγ, C/EBP-β and Lipin-1. A negative correlation was observed between ovarian PPARγ expression and aromatase expression in TBT rats. In addition, exposure to TBT resulted in atrophy, inflammation, oxidative stress and fibrosis in the reproductive tract. Ovarian dysfunctions also occurred along with uterine irregularities and abnormal adipogenic ovary markers of TBT animals, may be associated with these uterine irregularities, as a positive correlation was observed between ovary cholesterol levels and uterine inflammation in TBT rats. These findings suggest that TBT leads to ovarian obesogenic effects directly by abnormal adipogenesis and/or indirectly through irregularities in the reproductive tract.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7912
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12131_Dissertação Julia Fernandez Puñal de Araújo.pdf3.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.