Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7919
Título: Efeitos cardiovasculares da peçonha do peixe-escorpião (Scorpaena pluimieri). Estudos In Vitro
Autor(es): GOMES, H. L.
Orientador: Margareth Ribeiro Moyses
FIGUEIREDO, S. G.
VASSALLO, D. V.
GUIMARAES, J. F.
Data do documento: 27-Mar-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: GOMES, H. L., Efeitos cardiovasculares da peçonha do peixe-escorpião (Scorpaena pluimieri). Estudos In Vitro
Resumo: O peixe-escorpião Scorpaena plumieri é um dos peixes mais venenosos do Oceano Atlântico. Seu veneno causa sérios danos gerando efeitos locais e sistêmicos como intensa dor, edema, necrose, distúrbios cardiovasculares e respiratórios. O objetivo do presente trabalho foi investigar as atividades cardiovasculares in vitro do veneno do peixe-escorpião Scorpaena plumieri. Os efeitos da peçonha bruta (PB), sobre a pressão ventricular esquerda máxima (PVEmax), sobre sua primeira derivada positiva e primeira derivada negativa (+dP/dT e dP/dt) e sobre a pressão de perfusão coronariana (PPC), foram avaliados em corações isolados de ratos segundo a técnica de Langendorff. A PB (5 - 80 µg de proteína) causou, de forma dose-dependente, efeito inotrópico positivo significativo (15% - 117%), lusitrópico positivo (17% - 161 %) e vasoconstritor (24%), N=8. Uma fração cardiovascular (FC) foi parcialmente purificada por cromatografia de filtração em gel Sephacryl S-200 HR. Amostras de 1 a 7 µg de proteína da FC reproduziram os efeitos gerados pelo veneno bruto. A FC causou efeito inotrópico positivo (4,8% - 36,0%), lusitrópico (8,2% - 37%) e vasoconstritor sobre o leito coronariano (25%). N=7. Antagonistas de receptores α-adrenérgico (prazosin) e ß-adrenergico (propranolol) atenuaram significativamente todas as respostas. O efeito vasoconstritor também foi reduzido pela remoção química do endotélio. Os dados obtidos demonstram que o veneno bruto do S. plumieri, assim como a FC induzem efeitos cardiovascular in vitro e sugerem que estes são mediados pelo menos parcialmente, por receptores adrenérgicos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7919
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_3095_Dissertação Helena Lima Gomes.pdf561.96 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.