Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7959
Título: Efeitos do aumento do fluxo expiratório sobre parâmentros cardiorrespiratórios de crianças com bronquiolite aguda
Autor(es): Frasson, Thiago da Silva
Orientador: Abreu, Gláucia Rodrigues de
Data do documento: 16-Dez-2005
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FRASSON, Thiago da Silva. Efeitos do aumento do fluxo expiratório sobre parâmentros cardiorrespiratórios de crianças com bronquiolite aguda. 2005. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2005.
Resumo: A bronquiolite aguda (BA) é uma infecção respiratória epidêmica e sazonal da criança, que acomete lactentes com idade de até dois anos, e é uma dos principais motivos de consultas pediátricas no Brasil. A fisioterapia respiratória tem sido largamente utilizada nos últimos anos e considerada um tratamento coadjuvante de grande auxílio na prevenção e tratamento de enfermidades pulmonares na infância. A bronquiolite ainda é uma doença pouco estudada com a utilização de técnicas de fisioterapia o que nos depara com um assunto no mínimo controverso. O objetivo deste estudo foi verificar o efeito do aumento do fluxo expiratório (AFE) em pacientes com BA, avaliando o escore de Wood - Downes e os parâmetros de freqüência respiratória (FR), freqüência cardíaca (FC), saturação periférica de oxigênio (SpO2), pressão arterial sistólica (PAS) e pressão arterial diastólica (PAD), em quatro tempos diferentes, além de verificar indicadores sociais através de uma casuística sócio-econômica. As crianças foram randomizadas em 2 grupos: experimental, onde foi aplicado nebulização com prescrição médica, higiene nasal e AFE, e controle onde foi aplicado nebulização e higiene nasal. Estes parâmetros foram medidos em quatro tempos: antes da nebulização, imediatamente após a nebulização e antes da aplicação do AFE, imediatamente após a aplicação do AFE e trinta minutos após a aplicação do AFE. Após os experimentos foi observado um aumento significativo da SpO2 (90,8947% para 97,2632%; p<0,5) no grupo experimental trinta minutos após a aplicação do AFE comparado ao grupo controle, que não houve aplicação da manobra, o que nos induz a pensar que a técnica de AFE levou a uma melhora da função pulmonar em geral destes pacientes. Concluímos assim que a técnica de aumento do fluxo expiratório se mostra eficaz no tratamento coadjuvante de crianças com bronquiolite viral aguda. Palavras-chaves: Aumento do fluxo expiratório, bronquiolite, fisioterapia.
Acute bronchiolitis (BA) is an epidemic and seasonal respiratory infection of the child, who affects babies with age of up to two years. Chest phisioterapy has been wide used in the last years and considered a complement treatment of great aid in the prevention and treatment of pulmonary diseases in infancy. The bronchiolitis still is an illness little studied with the use of Chest phisioterapy techniques what in it comes across them with a at the very least controversial subject. The objective of this study is to verify the effect of the increase of the expiratory flow (AFE) in patients with BA, being evaluated props up it of Wood - Downes and the parameters of respiratory frequency (FR), cardiac frequency (FC), peripheral saturation of oxygen (SpO2), systolic arterial pressure (PAS), diastolic arterial pressure (PAD), average arterial pressure (PAM) in four different times, besides verifying social pointers through a partner-economic casuistry.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7959
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4867_Dissertação Thiago Frasson.pdf3.38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.