Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8009
Título: Redução do Craving ao Uso de Crack-Cocaína Produzida pela Modulação do Córtex Pré-Frontal Dorsolateral por Estimulação Cerebral Transcraniana por Corrente Contínua de Baixa Intensidade
Autor(es): BATISTA, E. K.
Orientador: NAKAMURA-PALACIOS, E. M.
Data do documento: 29-Mai-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BATISTA, E. K., Redução do Craving ao Uso de Crack-Cocaína Produzida pela Modulação do Córtex Pré-Frontal Dorsolateral por Estimulação Cerebral Transcraniana por Corrente Contínua de Baixa Intensidade
Resumo: A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) sobre o córtex pré-frontal dorsolateral (CPFDL), tem se mostrado clinicamente útil no tratamento da dependência de drogas. Este foi um ensaio clínico randomizado, duplo-cego, que teve como objetivo examinar os efeitos modulatórios do ETCC bilateral repetitiva (catodo esquerdo e anodo direito) sobre o CPFDL direito no tratamento da dependência ao crack-cocaína. O desfecho primário analisou as manifestações da compulsão ao uso do crack-cocaína (craving) antes, durante e após o tratamento, enquanto que os desfechos secundários incluíram análises do estado cognitivo global, da função frontal, de sintomas de depressão e ansiedade e da qualidade de vida. De um total de 36 usuários de crack do sexo masculino (idade média de 30,4 ±9,8 anos), 17 foram randomizados para receber cinco sessões de ETCC-ativa (2mA, 35 cm2, por 20 minutos), a cada dois dias e 19 (idade média de 30,3 ± 8,4 SD) foram alocados no grupo sham-ETCC (placebo), como grupo de controle. Escores de craving no grupo ETCC-ativa diminuíram significativamente após o tratamento, quando comparados ao grupo ETCC-sham (p = 0,028) e ao seu valor inicial (p =0,003) e reduziram linearmente ao longo das 4 semanas de tratamento (antes, durante e após) no grupo ETCC-ativa apenas (p=0,047). Houve um aumento dos escores de ansiedade no grupo ETCC-sham e uma redução no grupo ETCC-ativa (p=0,03). A percepção global de qualidade de vida (p=0,031) e de saúde (p=0,048) diferiu entre os grupos, tendo uma diminuição no grupo ETCC-sham e um aumento no grupo ETCC-ativa. A ETCC bilateral repetitiva sobre o CPFDL reduziu as manifestações da compulsão ao uso do crack-cocaína (craving), diminuiu a ansiedade e melhorou a percepção de qualidade de vida. Nossa hipótese é a de que os efeitos da ETCC repetitiva podem estar associados ao aumento do processamento pré-frontal e regulação do comportamento de craving. Palavras-chave: ETCC, usuários de crack-cocaína, cortex pré-frontal dosrsolateral, padrão de compulsão, qualidade de vida.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8009
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9164_Dissertação Édson Kruger Batista.pdf5.76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.