Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8029
Título: Efeitos benéficos do ácido linoleico sobre a disfunção contrátil e bioenergética mitocondrial após infarto agudo do miocárdio
Autor(es): Rodrigues, Paula Lopes
Orientador: Ribeiro Júnior, Rogério Faustino
Coorientador: Stefanon, Ivanita
Data do documento: 7-Nov-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RODRIGUES, Paula Lopes. Efeitos benéficos do ácido linoleico sobre a disfunção contrátil e bioenergética mitocondrial após infarto agudo do miocárdio. 2017. 146 f. Tese (Doutorado em Ciências Fisiológicas) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.
Resumo: Após um evento isquêmico agudo, a perda de miocárdio determina aparecimento de disfunção mecânica do coração. A falência cardíaca ocorre por um prejuízo no metabolismo energético e está associada a menor produção de trifosfato de adenosina e o aumento exacerbado do estresse oxidativo oriundos da disfunção mitocondrial acompanhada de perdas na cadeia acil-linoleico da cardiolipina. O objetivo do presente trabalho foi avaliar os efeitos do ácido linoleico (AL) sobre a mecânica cardíaca e as disfunções nas duas subpopulações mitocondriais cardíacas distintas especialmente, as mitocôndrias subsarcolemais (SSM) e interfibrilares (IFM) de ratos com infarto do miocárdio (IM). Ratos Wistar foram divididos em grupos e receberam 0,1 mL i.m. diferentes doses de AL (5 mg/Kg, 15 mg/Kg e 50 mg/Kg) e NaCl por 15 dias. Não foram encontradas diferenças nas pressões arteriais diastólica (PAD) e sistólica (PAS) entre os grupos Sham e tratados com AL (PAS: Sham 102±2; AL5: 92±3; AL15: 102±3; AL50: 104±4 mmHg; PAD: Sham 64±2; AL5: 57±3; AL15: 66±3; AL50: 71±6 mmHg). A elevação da pressão diastólica do ventrículo esquerdo (PD) promoveu maior aumento da pressão sistólica isovolumétrica do ventrículo esquerdo (PSIVE) nos grupos tratados (PD 15 mmHg: Sham 85,9±4,8; AL15: 107,1±7; AL50: 135,8±13,2* mmHg; *p<0,05). A resposta inotrópica ao aumento do Ca2+ 2,5 mM foi maior no grupo AL50 (Sham 93,9±5,3; AL50: 116,6±5* mmHg; *p<0,05). A função mitocondrial, usando o substrato Glutamato + Malato (G + M), estava aumentada no estado 3 da fosforilação oxidativa em todos os grupos tratados com AL (Sham 124 + 16,6; AL5: 193 + 17*; AL15: 138 + 19*; AL50: 162 + 14* nmol O/min/mg proteína; *p<0,05). O tratamento com AL diminuiu a probabilidade de abertura do poro mitocondrial induzida por cálcio (Sham 49754 + 1185; AL5: 45369 + 1090*; AL15: 46563 + 1026*; AL50: 39851 + 5677* nmol Ca2+/mg proteína; *p<0,05). O teste de tolerância ao cálcio, estava maior no grupo AL50 (Sham 0,895 + 0,009; AL50: 0,914 + 0,006*; *p<0,05 após 640 s). A dose de AL50 foi então selecionada para o tratamento, durante 15 dias, dos animais que sofreram infarto do miocárdio por meio da oclusão da artéria coronária descendente anterior esquerda (IM) e dos animais controles submetidos a cirurgia fictícia (Sham). Os animais foram divididos para receber, por 15 dias 0,1 mL i.m. de NaCl (Sham e IM) ou ácido linoleico 50 mg/Kg, grupo Sham (AL) e grupo IM (IMAL). Após esse período foram realizadas análises histológicas e avaliação da função ventricular e mitocondrial de ventrículo esquerdo além da expressão de proteínas. Os animais IM e IMAL, desenvolveram alterações fenotípicas semelhantes, como aumento da massa cardíaca e maior deposição de tecido fibroso cardíaco, e tamanho do infarto. No entanto, o AL foi capaz de impedir a disfunção ventricular após IM (PSIVE Sham: 110±15; IM: 52±16*; IMAL: 88±32 mmHg,* vs Sham;*p<0,05). Além disso, o AL impediu a instalação do quadro de disfunção mitocondrial cardíaca do grupo IM representada pela redução na taxa de fosforilação oxidativa com os substratos G + M (Controle Respiratório (RCR) IFM Sham: 2,94±0,24; IM: 1,81±0,17*; IMAL: 2,55±0,38,* vs Sham; p<0,05), piruvato + malato (RCR IFM Sham: 2,40±0,26; IM:1,97±0,2*; IMAL: 2,35±0,5,* vs Sham;*p<0,05), na subpopulação IFM e SSM; no aumento da expressão do fator nuclear respiratório (NRF-1) (Sham: 0,8±0,1; IM: 1,2±0,2*; IMAL: 0,9±0,2,* vs Sham;*p<0,05) e da capacidade de retenção de cálcio (IFM Sham: 50924±6037; IM: 24541±4459*; IMAL: 13064±13191*,*vs Sham; *p<0,05). O grupo IM apresentou disfunção da cadeia transportadora de elétrons com diminuição dos complexos III, IV e V na subpopulação mitocondrial IFM e aumento dos complexos I, II, III e IV na SSM no grupo IMAL. Além de diminuição da expressão do Uniporter e aumento da ciclofilina no grupo IM apenas na subpopulação IFM. Em conclusão o tratamento com ácido linoleico, na dose de 50 mg/Kg durante 15 dias, minimiza a disfunção ventricular esquerda e melhora a função mitocondrial das subpopulações SSM e IFM em ratos que sofreram IM.
After an acute ischemic event, myocardial loss determines the appearance of mechanical dysfunction of the heart. Cardiac failure can be associated to a loss of energy metabolism due to a lower production of adenosine triphosphate and exacerbation of oxidative stress from cardiac mitochondrion accompanied by losses in the acyl linoleic chain of cardiolipin. The aim of the present study was to evaluate the effects of linoleic acid (LA) on cardiac contractility and mitochondrial function in two spatially distinct subpopulations: the subsarcolemmal mitochondria (SSM) and interfibrillar mitochondria (IFM) of rats followed myocardial infarction (MI).
Immunohistochemical studies have demonstrated that the nucleus ambiguus (NA) plays a predominant role in the cardio-vagal control. Using the kynurenic acid blockade, previous studies demonstrated that the excitatory aminoacids receptors of NA neurons have an important role in mediating the negative chronotropic response of baroreflex (BRF) and Bezold Jarisch reflex (BJR) in anesthetized rats. However, there are other aspects that need a better understanding, as the role of nicotinic cholinergic receptors in mediating the participation of the reflex bradicardic response, as well as, the possible influence of these receptors on L-glutamate-induced responses in the NA. The goal of the present study was to evaluate the nicotinic cholinergic receptors participation in modulating the cardiovascular responses induced by BRF and BJR activation and to study a possible interaction between the glutamatergic and nicotinic cholinergic neurotransmission in the NA. Male Wistar rats were used. The animals were anesthetized with urethane, paralyzed with succinylcholine and artificially ventilated.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8029
Aparece nas coleções:PPGCF - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11511_TESE PAULA LOPES RODRIGUES.pdf2.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.