Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8130
Título: Análise da condição peri-implantar e da microbiota subgengival de implantes com diferentes conexões : estudo transversal após 5 anos de carga funcional
Autor(es): Costa, Bianca Scopel
Orientador: Guerra, Selva Maria Gonçalves
Coorientador: Feitosa, Alfredo Carlos Rodrigues
Data do documento: 29-Set-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: COSTA, Bianca Scopel. Análise da condição peri-implantar e da microbiota subgengival de implantes com diferentes conexões: estudo transversal após 5 anos de carga funcional. 2017. 117 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: A união entre o implante e o intermediário protético ocorre através de diferentes conexões, que apresentam características distintas, destacando a largura do microgap e a estabilidade mecânica. O objetivo desse estudo foi analisar a condição peri-implantar e comparar a microbiota subgengival de implantes com diferentes conexões, após pelo menos 5 anos de carga funcional. Um estudo transversal foi realizado envolvendo 30 implantes instalados em 16 indivíduos, periodontalmente saudáveis, divididos em três grupos de acordo com o tipo de conexão: Hexágono Externo (Grupo A), Canal Triplo (Grupo B) e Cone Morse (Grupo C). Todos os pacientes foram submetidos à avaliação clínica e a composição da microbiota subgengival foi analisada através da técnica Checkerboard DNA-DNA Hybridization, a partir de amostras do biofilme subgengival. As variáveis clínicas foram analisadas pelo teste Exato de Fisher, exceto a variável profundidade de sondagem que utilizou o teste de Kruskal-Wallis, mesmo teste utilizado para análise da contagem (x106) das sondas de DNA das 40 espécies bacterianas presentes nas amostras de biofilme. Os parâmetros clínicos índice de placa e sangramento à sondagem peri-implantar apresentaram elevado percentual em todo os tipos de conexões (p˃0,05). As bactérias Treponema denticola, Fusobacterium nucleatum (sp. vincentii), Prevotella nigrescens e Prevotella intermédia estão presentes em níveis elevados no grupo A, enquanto o Grupo B apresenta altos níveis de Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia e Fusobacterium periodonticum (p<0.05). O grupo C apresentou baixa contagem de bactérias patogênicas. O estudo concluiu que o tipo de conexão protética não influenciou os parâmetros clínicos peri-implantares, porém influenciou a colonização bacteriana do biofilme subgengival.
The union between the implant and the prosthetic intermediate occurs through different connections, which present distinct characteristics, highlighting microgap width and mechanical stability. The aim of this study was to analyze the peri-implant condition and to compare the subgengival microbiota of implants with different connections, after at least 5 years of functional load. A cross-sectional study was carried out involving 30 implants installed in 16 healthy periodontal individuals, divided into three groups according to the type of connection: Group A - External Hexagon (n=14), Group B - Tri-Channel (n=9) and Group C - Morse Cone (n=7). All patients underwent clinical evaluation and the composition of the subgengival microbiota was analyzed using the Checkerboard DNA-DNA Hybridization technique, from samples of the subgingival biofilm. The clinical variables were analyzed by the Fisher Exact test, except for the probing depth variable that used the Kruskal-Wallis test, the same test was used to analyze the count (x106 ) of the DNA probes of the 40 bacterial species present in the biofilm samples. The clinical parameters index of visible plaque and bleeding on probing presented a high percentage in all types of connections (p˃0,05). The bacteria Treponema denticola, Fusobacterium nucleatum (sp. vincentii), Prevotella nigrescens and Prevotella intermedia are present at high levels in group A, while Group B presents high levels of Porphyromonas gingivalis, Tannerella forsythia and Fusobacterium periodonticum (p)
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8130
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11423_DISSERTAÇÃO - -BIANCA.pdf1.44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.