Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8134
Título: Avaliação da acurácia em detectar a desadaptação entre implante e prótese por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico
Autor(es): Carneiro, Vinícius Cavalcanti
Orientador: Vaz, Sérgio Lins de Azevedo
Coorientador: Azeredo, Rogério Albuquerque
Data do documento: 18-Mai-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARNEIRO, Vinícius Cavalcanti. Avaliação da acurácia em detectar a desadaptação entre implante e prótese por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico. 2018. 88 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Cências da Saúde.
Resumo: Introdução: O sucesso longitudinal das restaurações protéticas e da osseointegração é alcançado através da adaptação da prótese sobre implante, sendo este um pré-requisito para a manutenção da interface osso-implante. Quando a adaptação não é efetiva, desadaptações podem estar presentes entre a interface implante/prótese (IIP). As radiografias periapicais frequentemente são utilizadas como método de avaliação complementar da adaptação implante/prótese. Contudo, as evidências que suportam o uso de métodos de imagem para a avaliação da interface implantem/prótese são restritas. Objetivo: Avaliar a acurácia de três sistemas de Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico na detecção de desadaptação entre implante e prótese. Metodologia: Foram instalados 32 implantes e coroas metalocerâmicas na região de molares e pré-molares inferiores, em oito mandíbulas humanas maceradas. Tiras de poliéster foram inseridas para simular desadaptações de 200 µm, considerando a situação sem tira de poliéster (0 µm) como controle. Em seguida, os implantes foram escaneados nos sistemas de TCFC Picasso Trio, OP300 e Scanora 3D, com a simulação de desadaptações presentes ou ausentes. As tomografias foram interpretadas por quatro examinadores que avaliaram a presença/ausência das desadaptações simuladas. A resolução de contraste das imagens foi medida por outro examinador independente utilizando o software ImageJ. As estatísticas compreenderam cálculo de valores de diagnóstico, comparação dos valores de área sob a curva ROC (Az) e teste Kappa. Resultados: Os valores de Kappa indicaram reprodutibilidades intra e interexaminadores de justa a quase perfeita e foram menores para Scanora 3D e OP300. Picasso Trio obteve maiores valores de diagnóstico (acurácia = 0,84; sensibilidade = 0,83; especificidade = 0,85; valor preditivo positivo = 0,85; valor preditivo negativo = 0,84) e de Az (0,86; p<0,05). A resolução de contraste do sistema Picasso Trio foi maior do que as dos sistemas OP300 e Scanora 3D. Conclusão: As imagens adquiridas com o Picasso Trio resultaram em maior acurácia na detecção de desadaptações na IIP em comparação com os sistemas Scanora 3D e OP300.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8134
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12133_Ata Defesa Dissertação Vinicius Cavalcanti Carneiro.pdf376.63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.