Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8139
Título: Associação entre problemas bucais e surtos reacionais hansênicos : um estudo longitudinal
Autor(es): Souza, Vânia Azevedo de
Orientador: Emmerich, Adauto
Coorientador: Deps, Patrícia Duarte
Data do documento: 23-Jun-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, Vânia Azevedo de. Associação entre problemas bucais e surtos reacionais hansênicos : um estudo longitudinal. 2009. 174 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: Objetivos: Descrever as alterações bucais, conhecer a prevalência de cárie, conhecer a condição periodontal e avaliar a associação entre doenças bucais e surtos reacionais hansênicos em pacientes com hanseníase.Metodologia:Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, longitudinal, em que o desfecho foi a reação hansênica. Acompanhou-se 132 pacientes com diagnóstico de hanseníase paucibacilar (PB) e multibacilar (MB) durante o tratamento com poliquimioterapia (PQT), no período de abril de 2006 a abril de 2009, atendidos em duas unidades de saúde (US) do município de Serra, ES. Utiliza-se o índice CPOD para estimar a cárie dentária, as medidas de profundidade de bolsa em sondagem para estimar a condição de saúde do periodonto, que foi classificada de acordo com a prevalência, extensão e severidade da doença periodontal (ALBANDAR ET AL., 1995), e biópsias de tecido bucal para a avaliação de alterações bucais. Os surtos reacionais hansênicos e outros dados sobre hanseníase foram obtidos por meio de prontuário de acompanhamento do doente no programa de controle de hanseníase das US onde se realizou o estudo.Resultados:Os resultados demonstram média de 15 dentes atacados por cárie (CPOD=15,05); 77,3% da amostra apresentam algum grau de doença periodontal; 19,9% têm perdidos, se não todos, quase a totalidade dos dentes; 61,4% não apresentam um dente obturado. A prevalência de lesões nos tecidos orais foi de (6,06%); 33,3% apresentaram lesões dermatológicas na região da face. Encontramos associação entre presença de doença periodontal e surto reacional hansênico (p=0,049).Conclusões:Encontramos associação estatisticamente significante entre a presença de infiltração na face e reação hansenica (p=0,00). Na população de doentes com hanseníase houve uma associação do CPOD com a idade do paciente e o relato de nao ir ao dentista. A gravidade da doença periodontal na população estudada, associou-se ao sexo masculino (p=0,0014), maior idade (p=0,0150), tabagismo (p=0,0027), demora no diagnostico (p=0,038) da hanseníase e presença de reação (p=0,049). O sangramento gengival associou-se a idade mais avançada na população de doentes com hanseniase (p=0,0354). A doença periodontal em hansenianos reproduz a realidade epidemiológica da população brasileira. A associação estatística significante encontrada entre doença periodontal e reação hansênica pode ser incentivo para investigações futuras sobre a hanseníase, reações hansênicas, doença periodontal e suas interfaces imunológicas. Palavras-chave: hanseníase, doença periodontal, cárie dental, reação hansênica.
Objective: Describe oral alterations, know the prevalence of decay and the periodontal status, and evaluate the association between oral diseases and reactional outbreaks of leprosy in patients with leprosy. Methods: This is an epidemiological observational longitudinal study in which result was the leprosy reaction. It follows 132 patients diagnosed with tuberculoid (TT) and lepromatous (LL) leprosy during treatment with polychemotherapy (PCT) from April 2006 to April 2009 in two health care facilities in the municipality of Serra, state of Espírito Santo. The DMFT index was used to estimate dental decay; periodontal probe in pocket depth measurements were used to estimate the periodontal status, which was classified according to the prevalence, extension, and severity of periodontal disease (Albandar et al 1995); and biopsies of oral tissue were used to assess oral alterations. The reactional outbreaks of leprosy and other data on leprosy were obtained from the diseased person’s leprosy control program follow-up form in the health care facilities where the study was performed. Results: Results showed an average of 15 extractions due to decay (DMFT = 15.05), 77.3% of the sample show some degree of periodontal disease, 19.9% have lost almost all, if not all, teeth, 61.4% do not show any filling. Prevalence of lesions in oral tissues was 6.06%, 33.3% showed lesions on the skin of the face. An association was found between the presence of periodontal disease and reactional outbreak of leprosy (p = 0.049). Conclusions: There is a considerable reduction in oral lesions in leprosy patients after the introduction of polychemotherapy. Periodontal disease in patients with leprosy reflects the epidemiological reality of the Brazilian population. An association of statistical significance was found between periodontal disease and leprosy reaction may be an incentive for future investigations on leprosy, leprosy reactions, periodontal disease, and its immunological interfaces.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8139
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3541_dissertação p.1-27.Vania.16set.pdf2.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.